Jesus, Fonte de Sabedoria

O melhor louvor é aquele que é realizado o tempo todo, 24 horas por dia.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Somos filhos de Deus e não de macacos.



O surgimento, a queda do homem
e o resgate pelo Senhor Jesus.


A filosofia da razão ganhou controle da Igreja, mas ela não pode responder ao choro do espírito humano.
O espírito humano busca a Deus assim como a flor busca o sol.
Tenho observado que existem muitos cristãos ainda não aprenderam muito sobre si mesmos, e sua nova realidade; quem são, que autoridade possui, se realmente possui, se Deus é realmente seu Pai, se está mesmo em um reino, se esse reinado já começou. Tem muita religiosidade vã ainda em nosso meio, até frases que não existem na bíblia, as pessoas se alicerçam nelas, coisas do passado e atuais. Em ensinamentos antigos, mas sem base bíblica, sem fundamento teológico e muito menos (e o mais importante), sem o discernimento do Espírito Santo de Deus.
* 1000 anos chegarás, mas 2000 anos não passarás.
* Jesuscidência
* Faz por onde que eu te ajudarei.
* Quem não vem pelo amor, vem pela dor.
* Represália (o diabo quer lhe colocar medo),
São alguns exemplos de frases que não são encontradas na bíblia.

 Muitos cristãos estudam mais sobre o diabo, do que estudam a própria bíblia, julgam ser necessário saber tudo sobre o inimigo para vence - lo, parece que ainda não caiu a ficha para essas pessoas que, o inimigo já foi vencido, já foi derrotado por Jesus, e nós somos participantes dessa vitória, e que se não dermos lugar ao diabo, ele não pode fazer nada conosco.
“Sujeitai vos a Deus, o diabo fugirá de vós”. (parafraseado).

Aos Colossenses 1.12 “Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz”.

2º de Pedro 1.4 “Pelas quais Ele nos tem dado grandíssimas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo”.

 O Espírito sendo introduzido no homem.

Gênesis 2.7 “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”.
Fôlego de Vida, no original hebraico foi usado a palavra que dá sentido de espírito.

 Nosso corpo foi usado por Deus para colocar nosso espírito que foi feito imagem e semelhança do próprio Deus, (somos primeiramente um ser espiritual).
Compare:
João 4.24 Deus é Espírito e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.”

Gênesis 1.26A “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;” Semelhança de Deus que é Espírito.
26B- “e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves do céu, e sobre o gado, e sobre a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra”.
Além disso, somos um ser dominador, como Deus é dominador. 

Aos Hebreus 12.9 “Além do que tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitamos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos?”.

Somos espíritos, temos uma alma, e habitamos em um corpo.
Nós estávamos em Deus e depois fomos soprados em nossos corpos, dando fôlego de vida a eles, a ligação de Deus aos homens. É por isso que temos que viver no sobrenatural de Deus, é o nosso lugar de origem.

O cristão é chamado para viver uma vida sobrenatural, e a ele foi dado o poder para viver essa vida.
Donald Grey Barnhousea

   Na visão universal da ciência o big-bang aconteceu. Tudo era uma mesma coisa e estava espremido em um ponto bilhões de vezes menor que a cabeça de um alfinete. Há 13,7 bilhões de anos, a cabeça começou a crescer e tornou-se matéria num tempo incrível de 10 milésimos de 1 milésimo de segundo. Há 540 milhões de anos, a vida começou na terra. 
Os cientistas não acham estranho, que um amontoado de partículas inanimadas se juntarem e daí criarem outras partículas com vida, como o DNA. É tão difícil acreditar que houve um mover de um Deus, um ser superior, que existia muito antes de haver a grande explosão? É difícil acreditar que um Deus formou e deu movimentos a matéria orgânica? É como de um monte de latas velhas surgir uma flor. Adão e Eva poderiam terem surgidos pós- “Elo Perdido” sem influência ou sequência da evolução. Dizem que a vida animal surgiu na água, a Bíblia disse isso antes:
Gênesis 1:20,21 “20 E disse Deus: Produzam as águas cardumes de seres viventes; e voem as aves acima da terra no firmamento do céu.
21 Criou, pois, Deus os monstros marinhos, e todos os seres viventes que se arrastavam, os quais as águas produziram abundantemente segundo as suas espécies; e toda ave que voa, segundo a sua espécie. E viu Deus que isso era bom”.
Quem pensa que pode haver um conflito real entre ciência e religião deve ser muito inexperiente em ciência ou muito ignorante em religião.
Phillip Henry
   Tudo estava desorganizado, porque as potestades e principados já atuavam antes do Gênesis 1:1 (posso escrever sobre este específico assunto em outra ocasião), mas Deus mudou tudo.   
Foi uma grandiosidade a organização de todas as coisas, do imundo Deus criou o mundo, (a palavra terra ou mundo como são alternadas em algumas traduções, em Gênesis 1:1 e mais versos, foram escritas no sentido de mundo o contrário de imundo, como consta, nos originais Hebraicos do livro de Gênesis que compõem a Bíblia) a criação, um feito extraordinário, um ato que somente um ser com todo o poder, poderia realizar.

A probabilidade de a vida ter surgido por acidente é comparável à probabilidade de um dicionário completo ser resultado da explosão em uma indústria gráfica.
Edwin Conklin

   Tudo o que Deus fez, foi perfeito, Ele mesmo inspecionou: E viu Deus que era bom.
Deus fez somente coisas maravilhosas, inclusive a grande obra do resgate e justificação do ser humano. Um grande e glorioso feito, um acontecimento que agitou o mundo todo, em todos os aspectos, em todas as áreas de nossas vidas terrenas: a conquista do ser humano da vida eterna por meio de Jesus Cristo.
Leia :
Aos Efésios 1.18-23
2º aos Coríntios 5.21.
Aos Efésios 1.20 fala do grande poder usado por Deus:
“Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dos mortos, e pondo-o à sua direita nos céus”.

Jesus, (a Palavra, o Verbo), desceu do céu, se fez homem, e resgatou, para nós hoje, tudo aquilo que o diabo tomou de Adão.
Jesus Cristo resgatou o ser humano da condenação de ser morto e ir para um lugar que foi preparado para o inimigo de Deus. Esse inimigo de Deus se tornou nosso inimigo desde o momento que ficou sabendo da criação do homem. Porque Deus faria o homem sua imagem e semelhança.
O desejo do diabo sempre foi ser semelhante a Deus.

Isaías 14.12-14- “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitava as nações!
13- E tu dizias no teu coração [íntimo, espírito]: eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, Ada banda dos lados do norte.
14- Subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo”.

   O diabo tem muitos motivos para nos odiar. Lembro-me de uma pessoa contando que um demônio falou na boca de uma mulher que o incorporou em uma igreja, que ele tem ódio da humanidade, porque a humanidade teve uma segunda chance e ele não.
O diabo conseguiu inclusive fazer com que o homem desobedecesse a Deus, (Deus tinha dado uma ordem ao homem de não comer do fruto da árvore do conhecimento, comendo, perderia a natureza de Deus o Criador),
Gênesis 2.17- “Mas da árvore da ciência do bem e do mal não comeras; porque no dia em que dela comeres, certamente morreras”.

Deus não estava falando só da morte física, porque Adão, depois do pecado, viveu muito, e morreu com 930 anos, e sim da morte espiritual, a separação do espírito de Adão com o Espírito de Deus.
Perdemos, no momento do nosso primeiro pecado, por sermos descendência de Adão, a natureza de Deus. Perdemos o elo com Deus, a desobediência desfez esse elo, a ligação do nosso espírito com o Espírito de Deus só permanecia na comunhão plena, na obediência que traz santidade.
Adão e Eva pecou o pecado da concupiscência da carne, dos olhos e soberba da vida.
Gênesis 3.6 “E vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.”
Porque, mesmo sendo Eva que deu inicio ao processo de pecado com a desobediência, Deus cobrou de Adão a culpa? Porque ele era a cabeça, estava sobre Adão a responsabilidade transmitida por Deus, eram um casal, unidos dois em uma só carne. Ela não pecou sozinha, a humanidade saiu dela e dele.   
A descendência de Adão herdou o pecado da sua desobediência.
Compare o texto de Gênesis 3.6 com o texto de 1 João 2.16 e veja como Eva pecou, e é com esse tipo de pecado que o diabo continua trabalhando até hoje, o diabo não tem um laboratório de inventar tipos de pecados e sim tenta as pessoas da mesma forma. E devo acrescentar, que de certo modo, tem dado certo.
 1 João 2.16 “Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.”

   O inimigo passou a ter liberdade para criar todo tipo de adoração a ele mesmo, fazendo seitas satânicas e religiões pagãs e ainda foi cruel colocando ritos em nações que não eram desenvolvidas, ritos de magias, sacrifícios de animais e seres humanos, cultos a deus de guerras e ainda escravizava civilizações inteiras manifestando como deuses e exigindo as mais diversas e brutais oferendas, fazia isso para se sentir bem, porque sua vontade é ser louvado e admirado, e ainda danificar a criação de Deus. A vontade de ser semelhante ao Criador foi o que causou sua conduta de rebelião, consequentemente, sua expulsão do céu, dele e de todos os seus seguidores, não se sabe a quantidade certa, mas podemos imaginar que foi enorme o numero de indivíduos rebeldes, que consta ser um terço do céu.

Somos Filhos de Deus.

   Quando o diabo tomou tudo o que Deus deu ao homem, inclusive seu domínio sobre todas as coisas, Deus não poderia deixar ficar assim, porque os planos de Deus não podem ser frustrados, o plano original do Criador não podia falhar. Então Deus criou uma forma de chegar ao homem caído e mudar a situação, pôs o plano em prática sendo executado por Seu Filho e por Ele mesmo, tirando o homem da velha natureza e nos dando nova natureza, a de Deus, a natureza original; o próprio Deus se achegou ao homem, isso é graça, é misericórdia de Deus. Deus nos amou primeiro.
O homem que tenta diminuir a glória de Deus, recusando-se a adorá-lo, é como um lunático que deseja apagar o sol, escrevendo a palavra "escuridão" nas paredes de sua cela.
C. S. Lewis

   O efeito do pecado na vida do homem não dominava Jesus, Jesus não praticou o primeiro pecado. Jesus era um cidadão no mundo, mas não do mundo, estava em um corpo, mas não era dominado pela carne. A maldição da descendência de Adão não dominava Jesus, por ter nascido sem pai terrestre, e nascendo de uma virgem, uma mulher temente a Deus, sem pecados. Apesar de ser 100% homem, não guardava em seu DNA o pecado de Adão. Tanto que Ele teve que se entregar para a morte se fazendo pecado por nós. Podemos dizer que nós somos hoje, descendência de Jesus, porque nascemos de novo, quando alguém nasce não tem passado, morremos para o mundo e ressuscitamos com Cristo para Deus, Trocamos de reino, saímos do reino das trevas e fomos transportados para o reino do filho do seu amor.

 II Pedro 1.4 “Pelas quais Ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo”.

 Deus fez uma nova aliança com o ser humano, que passou a ser considerado por Deus como seus filhos novamente, bastando o homem aceitar o sacrifício de sangue que foi feito pelo Filho de Deus, o Cordeiro de Deus, que tirou o pecado do mundo, trazendo de volta a condição de sermos filhos de Deus.

Em I João 3.1-2 lemos um texto muito esclarecedor, “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai: que fossemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não conhece a Ele.
2- Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos semelhante a Ele; porque assim como é O veremos”.

 Aos Gálatas 4.6-7 podemos ler: “E porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu Filho, que clama : Aba, Pai.
7- Assim que já não é mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo


   Já que somos filhos de Deus, podemos viver realmente como filhos do Rei, do Criador da Terra e tudo que há nela, somos filhos do dono do ouro e da prata e do governante de todo o universo.

Deus tornou-se homem para transformar criaturas em filhos; não simplesmente para produzir homens melhores da antiga espécie, mas para produzir uma nova espécie de homens.
C. S. Lewis

Pregador Vagner Vieira.

  


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Qual a sua Religião


O verdadeiro significado da palavra Religião.

Em sua raiz e em seu significado original serve para identificar o relacionamento entre a pessoa fiel e seu Deus. Do latim “religare”, significa ligar aquele que está na terra a aquele que está no Céu, seja pela oração, pela adoração, o louvor, a leitura da Bíblia, a meditação, a solicitude, a caridade. A nossa religião é Jesus, Ele nos religou ao Pai. Praticar uma religião, nada mais é do que viver um relacionamento forte, íntimo e pessoal entre criatura e Criador, entre servo e Senhor. Ao pé da letra e do dicionário, “religião” é “culto prestado à divindade”.

Para o verdadeiro cristão, o único teste supremo da qualidade presente e do valor final de qualquer coisa no mundo religioso deve ser o lugar que nosso Salvador ocupa ali.
A. W. Tozer

   A nossa busca é por justiça, obediência incondicional à causa do Pai. Temos que vigiar em nossa conduta em todo momento e sermos o que devemos ser e não nos contaminarmos com o que ensinam os deturpadores da Palavra.
Deus causa estragos no inferno quando resistimos ao mau.

Vimos muito neste artigo a importância de nos mantermos fieis e obedientes a causa do Pai. Vimos que temos que amar ao Pai e a nossos irmãos. Mas como vamos praticar isto? Com demonstração de fé. Não é fé intermediária, nas coisas e nas práticas ritualísticas religiosas, mas na pessoa de Jesus.
Demonstração de fé também se dá quando falamos aos outros em o que nós confiamos e o que foi bom para nós. Quando indicamos alguma coisa a alguém, é porque temos fé que o que indicamos é confiável e ótimo. Temos que indicar O Caminho ao mundo, temos que ser Stands deste Caminho, dessa fé. Ser úteis a Deus, deve ser a motivação do cristão.

Fé é uma atividade de toda a alma que põe em movimento o intelecto, as emoções e a vontade. Qualquer coisa inferior a isso não é fé bíblica.
Iain Inglis

  Se o primeiro homem não houvesse caído, não haveria outro reino, o reino criado por satanás, e portanto não necessitaria de haver um Cristo para efetuar sua missão, porque definitivamente não haveria missão: Resgatar o homem, redimindo-o e transportá-lo de um reino ao outro dando-lhe nova natureza.
O homem caiu, Jesus veio, pagou sua dívida e o levantou ao ponto de chegar ao céu. Cada membro do corpo de Cristo agora tem sua função, tem um chamado específico, uma importância peculiar no todo.
Nós Cristãos, filhos e redimidos, temos o que o mundo anseia para suas vidas. As pessoas querem preencher o seu vazio. Tentam preencher com obras carnais, mas sabemos que só um espírito transformado pelo novo nascimento pode ser completo.
Como portadores e conhecedores das Boas Novas, somos chamados à levar ao mundo esse conhecimento. Para que o resgate e a remissão chegue a outras pessoas que estão espalhadas até aos confins da Terra. A primeira recompensa quando recebemos a Cristo é a salvação, é o que todos do mundo precisam.
Jesus sabendo que poderia contar com seu corpo ordenou: ...“Portanto ÍDE”...

A igreja nada tem a fazer, a não ser salvar almas; portanto, deve gastar e ser gasta nesta obra. Não lhe é requerido falar tantas vezes, mas salvar tantas almas quanto puder, levar ao arrependimento tantos pecadores quanto possível.
John Wesley

 Pregador Vagner Vieira

Está saindo caro as orações


                           Preço da prece

   O povo de Deus está sendo sugado pela ganância de lideres, que sem qualquer tipo de constrangimento colocam preço em suas preces. Se o preço que a igreja pagasse fosse o de se manter irrepreensível daria mais certo.
A pregação que ouvimos hoje, é antagônica a de Cristo e invalida o que Cristo conquistou na cruz.
Pregam que a miséria, as doenças e tudo que era contra nós ainda nos aprisionam e que precisamos fazer algo em questão, temos que, segundo a doutrina da falsa religião, que completar a obra de Cristo, o sacrifício de Cristo não resolveu, temos que complementar com os nossos. Parece que Jesus já não é mais nosso substituto.

A mente do homem é como um depósito de idolatria e superstição; de modo que, se o homem confiar em sua própria mente, é certo que ele abandonará a Deus e inventará um ídolo, segundo sua própria razão.
João Calvino

O pecado já não é tão degradante, os vícios que a igreja compreende é só de alcoolismo e o de fumo. Os vícios da alma ficaram de fora, o vicio da pornografia, da masturbação, das mentiras, das palavras torpes, da falta de conhecimento, dos olhares impuros, dos desejos desenfreados, do amor ao dinheiro, críticas destrutivas, olhares desaprovadores com maldade, invejas, iras, o vicio da leitura que não edifica, do vislumbre da nudez, da sensualidade, do orgulho e o vício da idolatria que está muito presente no meio cristão.
“Isso não tem problema” dizem, “isto é pequeno demais para que eu perca a salvação”. Pode ser que a salvação não se perde por qualquer coisa. Mas e os acréscimos ? Já perdeu, ou, nem tomou posse. Não sai do deserto.

Nos últimos dias, tenho percebido que Deus tem orientado aos pregadores, me incluo aqui, que ensinem, preguem e chamem a atenção da Igreja sobre a fidelidade e sei por revelação que são por dois motivos.
Motivo 2: Deus está cansado em ver seus filhos inocentes, indefesos, imaturos, muitas vezes enganados, sendo oprimidos pelo diabo e pelos aproveitadores e mercadores da fé.
Motivo 1: O Espírito Santo está preparando a noiva do Cordeiro para o breve encontro, a vinda de Jesus está muito próxima, não temos muito tempo, não podemos fazer planos a longo prazo, e o melhor plano agora é buscar a Deus, ser fiel e deixar os acréscimos vir naturalmente, se não der tempo de chegar o acréscimo aqui na terra, o galardão (recompensa) será entregue no céu. 

A quem obedecemos?
O engano fundamental de Satanás é a mentira de que obediência jamais traz felicidade.
R. C. Sproul
Só isso importa ao Pai e ao diabo; porque o que Deus quer é que o homem lhe obedeça. O diabo também procura obediência, este é o meio dele ter legalidade para dominar sua vida.

Povo de Deus, deixem de ter uma religiosidade vã. A religião que as pessoas buscam serem aceitos por sacrifícios é vazia, mas os que são filhos, são aceitos pelo sacrifício do Cordeiro Santo que tira o pecado do mundo que o aceita. O relacionamento com Deus não é alguma religião de contato de sacrifícios, e sim pessoal em amor: filhos com seu Pai. Tiago 1:27 “A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo.”

Pregador Vagner Vieira


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

O Amor vem antes dos dízimos.


   Pessoas que querem cura, bençãos, orações fortes de pastores, conforto ou paz podem até receber um momento de alívio, mas a plenitude de vida são acrescentadas somente aos que buscam o reino de Deus e sua justiça e a serem justos.
Ser justo não é fazer sacrifícios de penitencia, humilhação e obras de caridade, ninguém consegue ser justo pelas obras.  Todos que querem ser abençoados dessa forma, sempre terão que buscar de novo, fazer novos sacrifícios e viverão de livramento em livramento. Mas os que se revestem de Cristo, passam a ter a obra de justificação  validada em sua vida, e nunca mais terão sede.  Quando fazemos obras de caridades são para praticarmos o amor, não para nos tornarmos justos.
Aceitamos Jesus como Salvador, mas temos que tê-lo como Senhor de nossas vidas e dedicarmos toda nossa fidelidade a Ele com sacrifício racional que a submissão de nossos corpos as coisas do espírito.
Se os pastores aprendessem para ensinarem o verdadeiro significado do dízimo, as pessoas dizimariam e ofertariam muito mais e ainda seriam muito mais abençoadas. O povo de Deus precisa urgente sair debaixo de opressão do diabo e de pastores que os chamam de ladrões quando não entregam os dízimos ou quando não ofertam; necessitam serem ensinadas, a se desprenderem dos bens materiais, a semear, a plantar com o coração, não por obrigação. O dízimo e a oferta é uma adoração e nós sabemos que adoramos a Deus em espírito, porque Deus é Espírito.
Buscar primeiro o reino de Deus também é abençoar a obra de Deus e ao nosso próximo, inclusive este mandamento também é para os pastores e liderança. Vamos dizimar amando a obra do Pai.

Estou convencido de que não há assunto sobre o qual a consciência cristã esteja mais mal-informada do que o da contribuição.
Samuel Chadwick

A Bíblia ensina que antes de dizimarmos temos que procurar acertar com pessoas que tenha algo contra nós. Assim você vê que tem coisas que vem primeiro.

Na minha Bíblia “Edição de Estudos do Rei King James” consta em seu comentário teológico na nota de rodapé comentando Mateus 9:13: “O maior e mais agradável sacrifício (holocausto) para Deus é nosso amor sincero, sem restrições e em plena fé. A enfermidade da qual todos padecemos, inclusive muitos religiosos e líderes cristãos, é a distância do mais verdadeiro e puro amor (em grego: agape) ao Senhor (1Jo 4.16) e aos nossos semelhantes. Jesus pede que os doutores em teologia, filosofia, direito e ética da época, voltem às Escrituras, leiam atentamente Oséias 6.6, especialmente na edição grega do AT, a Septuaginta (CERCA DE 260 A.C.) e entendam que Ele não estava pactuando com o pecado, mas salvando todos aqueles que reconhecem nele o Messias, o Filho de Deus.”
 
O crente só vai viver na plenitude se for íntegro, se buscar conhecimento, com amor sincero, zeloso para com os mandamentos Divinos. Vale a pena permanecer na obediência a Deus.
Você fala em Linguas? Você tem muito conhecimento? Você cumpre todos os votos? Você adquire punhadinho da terra de Israel? Você tem um pouco da água suja do rio Jordão? Você tem a pulceirinha da vitória? Você tem o sabonete do descarrego? Você tem o travesseiro de Jacó? Você tem uma rosa milagrosa? Você tem o carnê da benção? Sem fidelidade com santidade, você não tem muita esperança.
Perda de tempo buscar coisas, fazer sacrifícios e não buscar intimidade com o Pai. Amar a Deus primeiramente é obedecer.
Dizer que ama não é amar. O amor vem de dentro e é verdadeiro. Buscar Deus, não é esperar que Ele lhe seja útil. Amar a Deus sobre todas as coisas, é o Primeiro Mandamento, tudo vem depois.


O inimigo vai querer neutralizar nossas vidas, criando maneiras que parecem inofensivas, mas que por trás está moldando o homem conforme seus planos sutis.
Os ataques vão acontecer, o diabo vai lançar os dardos inflamados, mas se estamos revestidos de Cristo, não nos fará dano algum. Não é sermos revestidos por rezas, e rituais protetores, é proteção pessoal do poder do Pai manifestando para ajudar o filho obediente, é uma acréscimo a sua vida de obediência ao Deus que vê e está presente em todos os lugares. O diabo vê uma armadura brilhante que lhe veste, armadura espiritual, também vê um anjo fazendo sinal negativo com o dedo indicador para ele, dizendo: “Não vem não.  Você vai se dar mal se vier”.
Pregador Vagner Vieira.


Saia do deserto agora, tome seu lugar na família de Deus.


 Jesus precisou ser levado ao deserto para que o mesmo processo se repetisse (tentação no Éden),  e Cristo, aqui o segundo Adão, tomasse de volta aquilo que o primeiro Adão entregou a satanás.  O segundo Adão tomou de volta o que o primeiro perdeu.
Legalmente, Jesus é o possuidor de todo domínio, hoje. É o Rei hoje, do reino estabelecido por Ele.
Mateus 28:18 “Então Jesus aproximando-se deles lhes assegurou: Toda autoridade Me foi dada no céu e na terra”

Lucas 21:27 “Então verão vir o Filho do homem em uma nuvem, com poder e grande glória”

O reino de Jesus não é daqui (João 18:36) o reino DELE é celestial, nós mesmos somos cidadãos do céu. Fomos retirados de um reino e transportados ao outro.

Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos Santos, e da família de Deus”. Efésios 2:19.

Nosso contato com o mundo é como embaixadores, representando o nosso lar verdadeiro.
Jesus tem todo o domínio e o exercício deste domínio é feito pelo seu corpo, que somos nós, sua igreja.
Lucas 10:19-20 “Atentai! Eu vos tenho dado autoridade para pisardes serpentes e escorpiões, assim como sobre todo o poder do inimigo, e nada nem ninguém vos fará qualquer mal.
20 Contudo. Regozijai-vos, não apenas porque os espíritos vos obedecem, mas sim porque vossos nomes estão inscritos nos céus”.
Mandamos nos espíritos que querem acabar conosco, eles obedecem nossas ordens, temos autoridade para isso; e mesmo assim, mesmo com o nossos nomes constando na lista de Deus, em muitos momentos somos nós que obedecemos ordens do mau. O povo perece por falta de conhecimento do que todos nós realmente somos em Cristo e o que nós podemos em Cristo. As pessoas que sabem sobre o segredo que o diabo tenta de todas as formas esconder do povo de Deus, não cai em armadilhas.

Podemos verificar que a obediência foi determinante na vida dos heróis da fé.
Noé obedeceu construindo a arca. Abraão obedeceu quando Deus lhe ordenou que saísse da sua parentela, obedeceu na ocasião da separação com seu sobrinho, quando ao sacrifício não consumado de Isaque. Sanção enquanto obedecia, dominava. Moisés obedeceu o chamado e mudou a história do povo hebreu. Saul enquanto obedecia, reinava. Samuel, mesmo correndo riscos, obedeceu ungindo a Davi. Davi obedeceu a convicção da vitória. Salomão enquanto obedecia, externava inteligência. Daniel obedecia somente a Deus, mesmo diante da cova de leões. Hananias (Sadraque), Misael (Mesaque) e Azarias (Abednego) obedeceram somente a Deus. José padrasto do Cristo deu ouvidos somente a Deus. Jesus obedeceu a Deus em tudo. Os discípulos obedeceram ficando em Jerusalém até que viesse o pentecostes. Paulo obedeceu seu chamado e evangelizou a Asia, aprendeu do próprio Cristo o evangelho e é referência cristã hoje. Os pais da Igreja obedeceram o chamado, os grandes evangelistas de pouco tempo atrás, obedeceram o  chamado. Situações contrárias não desanimaram os heróis, tentações não os pararam, setas malignas, intrigas, desconforto, desertos, perseguições não dominaram nossos irmãos. Nós nos dias de hoje, só vamos fazer diferença e sermos referência, se formos obedientes em todos os mandamentos e chamados de Deus.
   O deserto que muitas pessoas permanecem, foi criado por elas mesmas.  Porque o povo de Deus já saiu do deserto. Jesus foi lá para nos substituir, passou um grande período aludindo o povo no deserto conduzido por Moisés. Foram 40 anos (Números 32:13, Josué 5:6, relação de dias com anos) para um povo inteiro e 40 dias (Marcos 1:13) para um Homem que guia um povo inteiro de redimidos.
(Existe relação entre anos e dias para Deus, Ezequiel 4:6” E quando cumprires estes, tornar-te-ás a deitar sobre o teu lado direito, e levaras a maldade da casa de Judá quarenta dias; um dia te dei por cada ano.”, Números 14:34).

 Pessoas tentam justificar a permanência no deserto informando de maneira errada que estão sendo lapidadas, ensinadas e moldadas. Deus usou o deserto para ensinar sim, mas não era esse o propósito do deserto, Deus falava e ensinava ao povo por meio de Moisés; hoje, nós temos a sua Palavra (Bíblia) para nós ensinar, moldar, e o Espírito Santo nos lapida, proporcionando experiências de Glória em Glória.
O povo de Deus permaneceu no deserto por desobediência.
O plano de Deus era que o povo passasse rapidamente pelo deserto e nem sentissem que estavam em um lugar árido. O maná (alimento) não faltava, rolinhas eram levadas ao povo regularmente (carne), o frio e a escuridão foram vencidos pelo fogo mandado por Deus durante a noite. Durante o dia haviam nuvens sobre o povo proporcionando conforto, água não faltava, até de rochas brotavam. Mas o povo passou a obedecer suas concupiscências, enquadrando na desobediência a Deus e obedecendo satanás conforme Adão fez.
Mesmo com tamanha desobediência, Deus guardou seu povo no deserto durante sua permanência: Deuteronômio 8:4 não envelheceram as roupas do povo.
Deuteronômio 2:7 Deus guardou e alimentou o povo no deserto.
É assim hoje, Deus tem misericórdia de nós, nos guarda, mas se não temos atitudes de obediência não vamos a lugar algum.

Mas porque sou tentado? Muitos ficam se perguntado. Será que Deus quer me provar ?
Provar sua fidelidade é uma coisa, tentações é outra completamente diferente.
Deus prova sua fidelidade lhe incumbindo com algo pequeno para fazer, sua entrada ao chamado será testada para medir seu empenho e respostas as tentações e setas malignas, com experiências positivas ou negativas, aprendemos muito. Sendo aprovado, vem algo maior e maior e maior até que chegará o milênio e reinará com Cristo sobre a terra e depois em toda a eternidade. 

A tentação não vem de Deus, mas das concupiscências.

Tiago 1:13-14 “Entretanto, ninguém ao ser tentado deverá dizer: estou sendo tentado por Deus. Ora, Deus não pode ser tentado pelo mau, a  nenhuma pessoa tenta.
14 Cada um porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por esse iludido e arrastado.”


Se desobedecermos depois que adquirimos conhecimento, a nossa situação fica pior.  II Pedro 2:21
Os planos de Deus foram interrompidos por causa da desobediência de Adão, imagine o que pode acontecer com os nossos planejamentos quando desobedecemos a Deus. Deus precisou fazer um plano para resgatar a humanidade, trazer de volta o que se havia perdido. Deus não poderia ter seus planos encerrados e veio Pessoalmente resolver isso. O diabo não poderia vencer.

Deus é sempre igual a si mesmo.
João Calvino

   Existem agora dois reinos, o reino natural (mundo, sistema mundano), o reino daquele que domina seus súditos, maltrata, mata, rouba e destrói. Um reino opressor, mau e sem escrúpulos. Mau na sua essência que carrega a morte eterna.
Tiago 4:4 e  I João 2:15 diz que aquele que obedece qualquer coisa relacionada com o mundo é amigo dele.
E sendo amigo do mundo, o inimigo acha legalidade para agir na vida dessa pessoa, já que ele é rei e domina este mundo e suas criações imorais.
É por isso que o mundo piora na imoralidade, violência, descriminação, intolerância, crueldades e todo tipo de injustiças.

I João 5:19. “Estamos cientes de que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no maligno.”  ( versão Rei King James).

Jesus veio estabelecer o seu Reino, Reino Sobrenatural(céus), o reino do filho do amor de Deus. Onde temos salvação, paz, prosperidade, alegrias, vida abundante, proteção, livramentos, preservação, direção, curas e vida eterna. 

A humanidade pertence a um desses reinos, não há uma terceira opção. Somos qualificados para um deles por nossas ações e escolhas. A quem obedecemos?

O povo de Deus pertence a realeza porque somos filhos do Rei, somos da família real. Um povo redimido, justificado, que tem nova natureza. As coisas velhas passaram, o tempo do primeiro Adão findou em nossas vidas. Temos um novo padrão de vida.
Colossenses 1:12,13 “sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a maravilhosa força da sua Glória, para que, com alegria tenhais absoluta constância e firmeza de ânimo,
12 dando graças ao Pai que nos tornou dignos de participar da herança dos santos no reino da luz”. Somos da Luz, participantes do Reino”.

   A nova natureza desqualificou o ser humano para a maldição. Os renascidos não estão mais sujeitos aos infortúnios da maldição, a maldição está disponível somente para os desobedientes que permanecem com a velha natureza. O povo autêntico de Deus morreu para o mundo, morreu para a maldição,  e renasceu em Cristo recebendo uma nova vida, vida eterna. 

Deuteronômio 28:15,16... “Se, porém, não ouvires a voz do Senhor teu Deus, se não cuidares em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que eu hoje te ordeno, virão sobre ti todas estas maldições, e te alcançarão:...”

A velha natureza se foi com o novo nascimento, não temos mais passado, crianças quando acabam de nascerem, não tem passado. Tudo foi apagado e tudo começou novamente, aconteceu conosco: dos nossos pecados antigos, Deus não se lembra mais. Não precisamos nos sacrificarmos tentando lembrar de pecados passados para confessarmos, o passado já foi apagado, nascemos de novo, não temos passado.
Nossas mentes que tem dificuldades de aceitar por parecer tão bom, mentalmente achamos não sermos merecedores disso tudo, mas foi vontade do Pai, Ele nos amou primeiro, somos idôneos para participarmos da herança. Temos que renovar nossas mentes (almas, Hebreus 4:12) com esta novidade de vida, que aconteceu no espírito até que o corpo desfrute do conforto da prosperidade que herdamos de Cristo.
Aos Romando 6:4 “Fomos, pois, sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida”.

Aos Romanos 12:1-3 “Portanto, caros irmãos, rogo vos pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é vosso culto espiritual.
2 E não vos amoldeis ao sistema deste mundo, mas sede transformados pela renovação de vossas mentes, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
3 Porquanto, pela graça que me foi concedida, exorto a cada um dentre vós que não considere a si mesmos além do que convém; mas, ao contrário, tenha uma auto-imagem equilibrada, de acordo com a medida da fé que Deus lhe proporcionou.”

Quando somos de Cristo, tudo muda e se faz novo, mudou a natureza, temos que pensar diferentes, temos então que renovarmos nossas mentes (passar a pensar e meditar no que somos hoje, na condição de Filhos Queridos) consequentemente, mudamos nossa maneira de agir.

II aos Coríntios 5:17 “Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação; as coisas antigas já passaram, eis que tudo se fez novo.”

Unidos com Cristo somos nova criação. Temos que trazer para fora a realidade que está dentro de nós. Temos Graça: a influência sustentadora de Deus.

Cristo levou nossa natureza para o céu para nos representar, e deixou-nos na terra com sua natureza para representá-lo.
John Newton

Nós Cristãos estamos no reino Deus, não podemos aceitar o pecado, manchar nossas vestes, fazer parte e nos moldar com este mundo, porque estaremos obedecendo a satanás e se enquadrando em seus planos.
A quem obedecemos? Como é nossa conduta? Nossa postura? Nossas ações?
O mundo não são pessoas, e sim o sistema contrários a moral de Deus.
Satanás está criando atrativos que parecem inofensivos e que não é pecado, mas se foi ideia dele, ele quem criou, modismo mundano ou algo que ele criou para os seus, quando praticados pelos cristãos, configura obediência ao inimigo.
Eu costumo dizer que se nós vamos passar por uma rua, para chegarmos em um determinado lugar e o inimigo lançar pensamentos para não irmos por aquela rua e sim por outra, se formos, estamos obedecendo a ele. Mas os demônios querem mais que isso. Jesus dizia: “vigiai e orai o tempo todo” (parafraseado) exatamente para não obedecermos sugestões dos demônios. A Bíblia nos ensina muito sobre sermos conduzidos pelo Espírito de Deus para não falharmos em nossa caminhada rumo ao lar onde Jesus nos preparou lugar.
Quando obedecemos aos demônios abrimos uma avenida para o exército do mau marchar conquistando estágios e destruindo tudo o que encontra pelo caminho, tirando a comunhão da pessoa desobediente com o Reino do Pai, aniquilando a paz.
Há como se fossem muralhas em nossa volta e nossa desobediência ao nosso Rei, abre uma fenda por onde o inimigo entra e faz estragos.
Quando nos é orientado renovarmos nossas mentes e preenchermos com coisas santas é porque é de extrema importância que assim façamos. Os demônios lançam setas e sugestões para nós o tempo todo, mas quando estamos sem espaço para as coisas que o inimigo criou, não passarão de breves pensamentos ruins. Deus quer que aprendamos sua Palavra e com certeza a verdade voz libertarás.
Vamos sempre nos preocuparmos em andarmos no propósito de Deus, e estarmos no centro da vontade de Deus, para que O Pai se alegre conosco, porque a alegria do Senhor é a nossa força.
O inimigo quer nos vencer dando sugestões em nossas mentes, porque no corpo do crente obediente, ele não pode tocar, muito menos possuir.

Não podemos negar que o diabo tem uma certa força, mas lembramo-nos sempre que é Deus quem batalha por nós e maior é o que está conosco.
Satanás quer que vivamos sem sabedoria, amedrontados, presos a erros grotescos de comportamento, vacilando no caminhar para o céu. Muitos podem até perder a fé imaginando que Deus não é a favor delas e não está interessado nelas, mas não dão conta que às vezes são suas ações que frustram o ajudar de Deus, impedem o mover de Deus, e permitem ao diabo suas inconveniências.
Para um bancário, um policial Federal, ou um comerciante descobrirem notas falsas, existe um treinamento muito simples, não é estudar as notas falsas, porque elas são muitas e diferenciam entre si, cada falsário faz notas diferentes, mas o meio mais eficaz é estudando a nota verdadeira, assim quando surgir alguma imperfeição ou falsidade será notado.
Assim deve ser nossa atitude, estudar a Palavra, saber tudo sobre a verdade, para que quando o inimigo vier com algo para nos confundir e nos desanimar, já estamos com tanta certeza da nossa vitória e da verdade, que só restará ao inimigo fugir de nós, assim como fez com Jesus no deserto,(Mateus 5: ) depois que Cristo o venceu usando a Palavra e obediência.
Usaremos sempre às promessas de Deus registradas na Bíblia, foi Deus mesmo quem prometeu e Ele é fiel e justo para cumprir.

Pr. Vagner Vieira

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Não siga os planos do inferno para sua vida.


 Quer coisas materiais? Busque coisas Espirituais.
   A Bíblia não mente, porque é Palavra de Deus, e diz muito claramente como deve ser nossa busca.
Não devemos buscar as coisas de Deus e sim o Deus dono de todas as coisas, que tem o poder de nos acrescentar como recompensa por nossa lealdade. Quem crer na Palavra de Deus, e acredita que as Escrituras são mesmas sagradas, reconhece que a única forma de receber a plenitude de Vida é buscar o Reino e sua Justiça. A  Bíblia não ensina que devemos entregar o de melhor de nossos bens materiais e nem sacrificarmos em rituais inúteis para sermos prósperos, a Bíblia ensina que devemos buscá-Lo. Obedeça a Palavra. 

“Mas buscai primeiro o Reino de Deus e sua justiça e todas estas coisas vos serão acrescentadas
Mateus 6:33
Hebreus 11:26 “tendo por maiores riquezas o opróbrio de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa”.

Quando nós pesquisamos todo o contexto bíblico descobrimos este fundamento de Gênesis a Apocalipse, vamos ver.

Jesus ensinou o que devemos fazer quando disse que os mandamentos se resumiam em apenas dois. Amar o seu Pai acima de todas as coisas, e amar seus irmãos. A  humanidade veio de Deus, todos são nossos irmãos. Temos irmãos salvos e outros que não são salvos, mas todos foram criados pelo mesmo Deus. Deus quando amou o mundo não existiam cristãos, crentes, igrejas, todos se haviam perdidos. Então Deus amou primeiro sua Criação, seus filhos desviados e os fez tornarem filhos redimidos pelo sacrifício do Cordeiro que tira o pecado do mundo.

Os que pregam a teologia liberal são ladrões; roubam de Deus sua soberania; de Jesus, sua divindade; do Espírito Santo, seu ministério; dos milagres, sua credibilidade; de Maria, sua virgindade; dos apóstolos, sua autoridade; da igreja, sua história; do novo nascimento, sua necessidade.
J. Blanchard


   Deus quer que você cumpra o primeiro e segundo mandamento. Os restantes você cumprirá com facilidade porque você se tornará puro amor.
Deus e Pai quer seu amor, uma liberdade na sua vida, conversas francas de Pai para filho(oração) de filho para Pai, amizade de família, relacionamento profundo, de amizade pura, relacionamento de confissões, beijos no rosto do Pai (louvor), amor verdadeiro incondicional, alegria em tudo sabendo do Guardar do Pai, comunhão profunda, Deus quer um relacionamento de família, de Pai para com seus filhos. Deus tem filhos, nós temos irmãos.

O amor e a obediência a Deus estão de tal maneira entrelaçados um com o outro que a existência de um implica a presença do outro.
F. F. Bruce

O nosso futuro e presente é determinado pela nossas escolhas na obediência, quando estamos obedecendo um reino, estamos automaticamente desobedecendo outro. Só existem dois reinos, o das trevas e o da Luz, Um é o oposto ao outro e estão em constante disputa por liderança na vida do homem, enquanto um é Amor o outro é o ódio, um é do Criador o outro é do destruidor, um quer matar o homem, o outro quer dar vida e vida em abundância

Mateus 6:24 “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas”.
Mesmo que este versículo diz que os senhores são “Deus” e “amor ao dinheiro”, afirma primariamente, que não tem como sermos servos de dois senhores.

Não veremos melhora geral em nossas igrejas, enquanto a reunião de oração não ocupar um lugar importante na estima dos cristãos.
C. H. Spurgeon

   Se tudo vai mal, obedecemos a liderança errada no passado, nossas escolhas foram erradas. Em algum momento o mau nos levou ao equívoco, abrimos brechas, em outras palavras, é dar lugar, dar liberdade aos seres malignos a trabalharem conforme os planos traçados pelo inferno para nossa vida. 
Assim como Deus tem planos de paz para seus filhos, o diabo tem planos de destruição para os filhos de Deus.

O primeiro plano de satanás foi executado no Jardim do Éden.
Muitos acham que o pecado de Adão e Eva foi o de comerem o fruto simplesmente, mas comer um fruto não é pecado e sim desobedecer a ordem dada por Deus para não comer o fruto. Quando comeram do fruto, tiveram conhecimento, deixaram de serem inocentes e descobriram coisas fora do tempo estabelecido por Deus. Ciência não é pecado, conhecimento não é pecado, mas desobedecer ordens é.
Eles obedeceram a satanás que os mostrou as concupiscência da carne, dos olhos e soberba da vida. Obedecendo o anseio de sua alma e corpos em saciar as concupiscência do momento, desobedecendo Deus.

Gênesis 3:6- “E vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela”.  

e I João 2:16- “Porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo”.

Adão veio a Terra para dominar, ter domínio sobre todas as coisas que o Criador fez, Gênesis 1:28 “ ...dominai sobre todas as coisas...” (paráfrase). Adão foi feito por último exatamente para cuidar do que foi criado antes, até nomes, Adão colocou em seres. Adão, em outras palavras, era deus deste mundo.
Quando os dois, Adão e Eva, obedeceram a satanás, perderam o domínio de tudo, deram legalidade ao diabo para tomar posse de tudo que eram deles e para se tornar deus deste mundo, deus do presente século.
Romanos 6:16 “ Não estais informados de que, ao vos entregardes a alguém como escravos para lhe obedecer, sois escravos deste a quem obedeceis, seja do pecado para a morte, seja da obediência que leva a justiça” ( versão Rei King James).

Quando obedecemos a Deus, essa obediência nos leva a vivermos na justiça. Mas quando obedecemos satanás, dando vazão as vontades da carne, dos olhos e da soberba da vida, estamos sendo escravos da nossa obediência, mesmo que seja involuntário, achamos que é só um pecadinho, só uma vontade inocente, e envolvemos em algo que nos molda a este mundo, que não vai nos fazer mal, -“afinal todo mundo faz isso”, encaixamos perfeitamente onde satanás queria: obedientes a ele. Mesmo que seja insignificante nossas ações, nossa obediência não é insignificante. A pessoa que obedece uma pequena sugestão de satanás, se torna escravo dele e consequentemente o inimigo entra pela brecha destruindo os sonhos do cristão temente.
Caímos na sutileza de satanás, quando achamos que podemos viver cometendo pecadinhos e que Deus não nos condenaria por comete -los. Com esses pecadinhos damos legalidade ao diabo, não de nos condenar ao inferno, mas de tirar, cancelar, segurar, destruir, matar sonhos e projetos, roubar paz e de não permitir que a bênção nos alcancem, anula nosso progresso. É por isso que existem crentes buscando, chorando, se humilhando, sacrificando-se, dizimando, sendo generosos nas ofertas e se sentem oprimidos, presos e amaldiçoados.

Jesus não pode ser nosso Salvador, a não ser que seja primeiramente nosso Senhor.
Hugh C. Burr

Estava eu assistindo um pregador pela televisão quando uma senhora argumentou e questionou o seguinte: “sou uma cristã de muito tempo, entrego meus dízimos sem falta, vou em todos os cultos, oro, busco a Deus, sou cooperadora em um ministério sério e mesmo assim minha vida não melhora estou sempre na necessidade e na tristeza, por que isso pastor?” o pastor respondeu com sinceridade que não sabia o que estava acontecendo. Não posso também julgar ninguém, mas acho melhor essa irmã examinar a si mesma e observar se existe obediência correta.


                                   
                                                         1º e  2º Adão 

I aos Coríntios 15:45 “Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente: o último Adão em Espírito vivificante”.
O Espírito Santo como o ajudador sempre presente, levou Jesus ao deserto para ser tentado.
Mateus 4:1 “Então foi conduzido Jesus pelo Espírito Santo ao deserto, para ser tentado pelo diabo”.
Jesus foi tentado como Adão e Eva foram, com concupiscência da carne em pão como alimento (verso 3)Jesus respondeu conforme está escrito em Deuteronômio 8:3;
concupiscência dos olhos, ver os anjos recebendo ordens de Deus para cuidar de Jesus(verso 6), satanás nesse momento citou Salmo 91:11,12. Jesus respondeu conforme Deuteronômio 6:16 ;
soberba da vida, reinos do mundo e a glória deles(verso 8).  Jesus respondeu conforme Deuteronômio 6:13 e Deuteronômio 10:20
Enquanto Jesus respondia a satanás com paciência;  mesmo usando a Palavra, satanás continuava tentando Jesus, no verso 2 do capítulo 4 do Evangelho de Lucas esclarece dessa forma: “E quarenta dias foi tentado pelo diabo,...”.
Voltando no capítulo 4 de Mateus verso 10 agora, Jesus disse: “Vai-te, satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a Ele servirás”.
Jesus foi bem claro com satanás, não restou dúvidas que Jesus iria obedecer somente a Deus, “só a Ele servirás”. Jesus dizia com isso: vou obedecer somente a Deus Pai, não obedecerei a você.
Veja versão da Bíblia Viva Paráfrase: Mateus 4:10 = “Saia daqui, Satanás, disse-lhe Jesus, As escrituras ordenam: Adore somente ao Senhor Deus. Obedeça somente a Ele”.

 Note que no verso 11 de Mateus 4 fica claro o fundamento “sujeitai-vos a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vos”.
Mateus 4:11 “Então satanás foi-se embora, e os anjos vieram e cuidaram de Jesus”. Só depois que Cristo disse que não obedeceria satanás, ele foi embora. O diabo desistiu sabendo que era inútil continuar. É simples resistir ao diabo, como? Sujeitando (obedecendo) a Deus.

A inclinação constante do coração dos crentes é para o bem, para Deus, para a santidade, para a obediência.
John Owen

   Um único pecado, uma única obediência de Jesus à satanás frustraria os planos de Deus para redenção humana.
Deus provou que seu Filho perfeitamente humano viveu sem pecados, não foi obediente a satanás e estava qualificado para ser o Salvador, redentor e restituidor e que esse Filho poderia ser o portador do domínio de tudo, o Nome acima de todos os nomes. Jesus manteve-se íntegro e fiel, resistindo e vencendo a tentação e o tentador.

“Então satanás foi-se embora, e os anjos vieram e cuidaram de Jesus”. Os anjos ministrando a Jesus foi acréscimo.

Pregador Vagner Vieira