Jesus, Fonte de Sabedoria

O melhor louvor é aquele que é realizado o tempo todo, 24 horas por dia.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Pastores pagãos


Hipócritas. Dá vergonha de ver e ouvir o que se está sendo pregado nos púlpitos de hoje em muitas igrejas brasileiras.
A fome, a ganância de muitos pastores e líderes eclesiásticos tem mudado a forma de apresentar as boas novas de Deus. Existe outro evangelho sendo pregado, não o da graça, mas o do medo.
Muitas pessoas não dizimam nem ofertam por amor, e sim por medo. As pessoas tem medo de não dizimar, as pessoas tem medo de não ofertar, as pessoas tem medo de não ir ao monte, as pessoas tem medo do pastor, as pessoas tem medo de não cear, e o pior, as pessoas tem medo do diabo.
Há poucos dias atrás eu estava conversando com um líder de uma igreja local, que tem no mínimo 25 anos de ministério, e num determinado momento ele me repreendeu dizendo: Não fale assim do diabo, ele é um ser supremo de extremo poder, nós não podemos nada contra ele, com uma expressão corporal de pavor.
Fiquei espantado por tamanho respeito que nele havia pelo diabo.
Se ele tem tamanho respeito pelo diabo, certamente ele ouve que o diabo é poderoso, é o máximo.
Ensinam demasiadamente sobre coisas negativas, sobre coisas demoníacas, principados, potestades, devoradores, migradores, cortadores e coisas dos gêneros.
Porque os crentes de hoje não tem a visão que tinha o Centurião que conversou com Cristo em uma oportunidade? 
Mateus 8:5-13. (5 Entrando Jesus em Cafarnaum, dirigiu-se a Ele um centurião, suplicando:
6 “ Senhor, meu servo está em casa, paralitico e sofrendo horrível tormento”. 7 Então Jesus lhe disse: “ Eu irei curá-lo”. 8 Ao que respondeu o centurião: “ Senhor, não sou digno de recebestes sobre o meu teto. Mas diz apenas uma palavra e o meu servo será curado. 9 Porque eu também sou homem debaixo de autoridade e tenho soldados as minhas ordens. Digo a um: vai e ele vai; e a outro: vem e ele vem. Ordeno a meu servo: faze isto e o faz”
10 Ao ouvir isto, Jesus maravilhou-se, e disse aos que o seguiam: “Com toda a certeza vos afirmo que nem mesmo em Israel encontrei alguém com tão grande fé. 11 Digo-vos que muitos virão do oriente e do ocidente e tomarão lugares à mesa com Abraão, Isaac, Jacó no Reino dos Céus. 12 Entretanto, os herdeiros do Reino serão lançados para fora, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes.” 13 Então Jesus disse ao Centurião: “Vai-te, e da maneira como crestes Assim te sucederá” E naquela mesma hora o servo foi curado.)
O Centurião sabia que se Jesus desse uma ordem o seu servo seria curado. Porque ele creu que por trás de Jesus havia um poder tremendo maior que tudo, infinito que garantia suas ordens. Quando Jesus desse um comando a doença ou os demônios que provocam doenças teriam que sair porque eles sabem do poder, da autoridade, do Reino inteiro que Jesus representava e portanto, Jesus não estava só, garantindo Ele, havia o Poder total.
O Centurião sabia disso porque garantindo ele, havia o Império Romano, se seus subordinados desobedecessem suas ordens, teriam que arcar com as consequências impostas pelo Império. Ninguém ousava desobedecê-lo.
Sabemos que os demônios não ousavam desobedecer Jesus.
As pessoas que não tem fé em Cristo como autoridade suprema pode ser lançado fora do Reino. (verso 11, 12)

Porque ter medo se todo poder está em Cristo. Ele não disse que todo o poder no Céu e na Terra lhe foi dado?
Cristo não pisou na cabeça do derrotado? Não foi Cristo que disse que podemos pisar em serpentes e escorpiões? De quem você acha que ele está falando? Seres rastejantes, que ficam debaixo dos nossos pés, que contém veneno, mas não nos fará dano algum.
Alguém pode dizer: “tudo bem o poder está com Cristo, o poder vem de Deus por meio do Espírito Santo, mas e eu? Sou apenas um servo de Deus carente de misericórdia.”
Eu quero lhe dizer o que a Palavra nos declara: Você é filho.  Se vivemos em Cristo seu poder opera em nós.
Cristo está com o Pai: João 10:38 “ Mas se as faço, mesmo que não acreditais em mim, crede nas obras, para que possais saber e compreender que o Pai está em mim e Eu estou no Pai.
João 14:11-15 “Crede-me quando digo que estou no Pai e que o Pai está em mim; crede-o, ao menos por causa das mesmas obras. 12 Em verdade, em verdade vos asseguro que aquele que crê em mim fará também as obras que Eu faço e outras maiores fará, pois eu vou para meu Pai.
Veja as obras de Jesus em Mateus 4:23-25. Jesus curava e expelia demônios.
Ainda em João 14:17 “ O Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis porque Ele vive convosco e estará dentro de vós.
Agora veja como o diabo lhe vê e como Deus lhe presenteou, lhe qualificou e lhe honrou, mas poucos reconhecem e vivem essas verdades: João 14:20 “E naquele dia entendereis que Eu estou no meu Pai, e vós, em mim, e Eu, em vós.”  Jesus não pode ser visto por um tempo porque morreu, mas tornou a viver e vive em nós por meio do Espírito Santo que é Deus e Cristo Porque  a trindade não se separam, logo se temos o Espírito morando em nós, somos garantidos pelo próprio Deus que age em nós.
O diabo sabe dessas coisas, mas igreja é barrada por sua falta de conhecimento. E essa falta de conhecimento é atribuída aos lideres de ministérios que muitas vezes não sabem e vivem aquém do que Deus planejou para os filhos. E os lideres que sabem um pouco mais querem que os membros de sua denominação fiquem dependentes de suas orações.
A Igreja de Cristo não usa o poder que tem. O pior é que muitas vezes nem sabe que tem esse poder para usar contra o reino das trevas.
O diabo tem oprimido famílias, matando sonhos, destruindo projetos, induzindo pecados e grande parte do corpo de Cristo fica sem saber o que fazer, ficando totalmente dependentes e expostos aos mercenários da fé.
Para muitos, somente o pastor tal, a missionária fulana, o evangelista sicrano, tem o poder e autoridade para combater o mal. E esses gostam que pensem assim. Seu cargo fica mais valorizado. Somente eles os “grandes crentes” são capazes de dar ordem ao diabo, mesmo assim com jeitinho porque o diabo pode ficar bravo e colocar tudo a perder. E a maioria também não quer ser perseguidos pelo diabo, nossa que medo.
O diabo deve dar risadas dos evangélicos, todos cheios de si, mas poucos cheios do Espírito de Poder.
Seria ótimo se nas igrejas pregassem o que somos em Cristo, o que nós podemos em Cristo e a autoridade que veio junto com a salvação. O diabo não teria mais lugar na vida das pessoas. (NÃO DEIS LUGAR AO DIABO). Na milha vida ele não tem lugar.
A autoridade é para a Igreja em um todo, não para alguns privilegiados.
A igreja perde muito tempo discutindo sobre o chip do anticristo, sobre os últimos dias, sobre o número 666, sobre quem vai ser a besta. Mas esquecem de se encher do poder que vence tudo isso, que é maior que todo o anticristo.
Nossas igrejas não discutem como vamos fazer para ganharmos o mundo todo e não perdemos nós mesmos.
Muitos pastores não munem suas igrejas de armas espirituais, não ensinam que estão lidando com um diabo pobre, pequeno, derrotado, fogo de palha, rei no reino das trevas, mas minguado, não é nada no Reino da Luz.
Nós somos do Reino da Luz, as trevas não podem contra a luz.
Muitos querem ficar livres de opressão dando seus dízimos, mas pecando regularmente. Querem ser prósperos, mas tem molhar a mão do pastor. Tem que dar o seu melhor para funcionar o evangelho da prosperidade. Tem que fazer sacrifício do que tem, porque Deus precisa de uma moeda de troca para lhe abençoar. Passe pelo vale do sal que ali você será curado. Pegue sua chave da vitoria, porque só assim você poderá abrir todas as portas. Oferte na vida da missionária fulana, porque Deus vai te recompensar muito.  Tudo isso por um preço pequeno, estamos em promoção, precisamos levantar fundos para meu carro novo. (Novo Evangelho Pastoral e Afins).
É uma vergonha.
 Podemos dizimar até mais que 10%, podemos ofertar generosamente na igreja e na vida das pessoas, na verdade agindo assim demonstramos desapego material, ajudamos o evangelho a ser pregado, estamos fazendo a obra da fé, que a fé sem obras é morta. Plantamos e vamos colher. Mas nossa vida de abençoadores não pode ser baseada na recompensa por nossos atos de fé. E sim no amor a obra de Deus, fazer a obra de Deus é abençoar nossos irmãos com a prioridade do amor. Amando a Deus, amamos nossos semelhantes e ofertamos o que temos, sem esperar algo em troca.
Vamos pregar a verdade para que a igreja seja realmente livre, deixe seus interesses pessoais de lado e vamos fazer a vontade do Pai. Ensinar a igreja a caminhar como vencedora e assim realmente se cumprir o que está escrito: os portões do inferno não prevaleceram contra a Igreja. Podemos atacar o inferno e saquear no reino das trevas as vidas que foram criadas por Deus, caíram, mas podem ser resgatadas por nós e levadas ao arrependimento, que por meio do sacrifício do Cordeiro tem lugar garantido na casa do Pai, onde há muitas moradas.
Estamos em Cristo, vamos permanecer na Graça e viver uma abundante vida, amém.
Pregador Vagner Vieira.