Jesus, Fonte de Sabedoria

O melhor louvor é aquele que é realizado o tempo todo, 24 horas por dia.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Estão tentando enganar Deus.

É possível enganar Deus?
Te amo Deus. A frase que Deus Pai mais ouve em todo o tempo. Mas será essa frase que Deus mais ouve do coração das pessoas?
Sabemos que no mundo espiritual há uma batalha intensa entre o mau e o bem. Essa batalha não é um contra o outro propriamente dito. Um anjo brigando ou lutando em um tatame do MMA espiritual, contra o demônio do grupo do mau. Não é essa a batalha. A batalha é para obter sua sujeição e conquistar você. E acontece em sua volta, sem você da conta de que está acontecendo. Os dois lados lhe quer.
O império do mal quer oprimir o máximo de pessoas possível, da pior e mais brutal forma. O diabo não brinca quando se fala em matar, roubar e destruir. Se o diabo fosse um funcionário de uma empresa, durante o ano todo, ele seria o funcionário do mês no requisito destruir. Leia o jornal, assista aos noticiários e vai perceber isso. O seu mundo jaz no seu maligno.

Um dia Deus disse, Basta. Está na hora da redenção desse povo oprimido. Jesus foi enviado, e cumpriu sua missão: Resgatar o ser humano do domínio da morte e das trevas (II Cor.5.21). Jesus foi vencedor aqui na terra, foi vencedor no inferno, humilhou o diabo e tomou as chaves que mantinham as pessoas em seu domínio. Entrou no céu exaltado pelos anjos (levantai o portais eternos...) e teve seu nome acima de todos os nomes. Jesus é o vencedor hoje, o problema é que nem todas as pessoas passaram para o lado vencedor.
A guerra já foi vencida por Cristo. A Luz já venceu as trevas. Não temos que esperar algo acontecer, já aconteceu, Cristo venceu. Agora só restaram influências. Que influências? De Deus ou do diabo. Cabe a nós a escolha.

As pessoas vivem suas vidas sendo influenciadas o tempo todo. O diabo apresenta suas artinhas para que as pessoas vivam em pecados, cria modismo, vícios e práticas contrárias à vontade de Deus. A fraqueza da pessoa é explorada para a prática do mal. Sugestões para que todos caiam na concupiscência da carne, dos olhos e soberba da vida. Explora a soberba e a ganância é uma boa estratégia do diabo.
Em contrapartida Deus quer dar livramento da morte espiritual e morte eterna, conduzindo as pessoas ao seu Reino, onde tudo é renovado e sua vida passa a contar a partir do novo nascimento, quando Deus influencia e dirige as pessoas. Quando estamos o Reino da Luz, a maldição intrínseca ao pecador não tem lugar em nossas vidas. Quando a Luz e o poder de Deus prevalecem sendo o nosso alvo, o ponto principal ou a expressão exata de nossas vidas, as trevas dissipam e tudo que pertencem às trevas cessam. A nossa função foi simplificada por Cristo, permanecemos sem pecados, buscamos conhecer o Pai, resistimos às sugestões de satanás e ele fugirá de nós.
Com a nossa fé, com a nossa convicção que o sacrifício na cruz foi o suficiente, e que Cristo é tudo que precisamos e não há qualquer outro meio de obter a eternidade, e que temos autoridade delegada por Cristo a nós, somos invencíveis.

Agora chegamos ao ponto crítico dessa reflexão. Tem pessoas que simulam, e outras realmente mudam de lado, mas só para obter vantagens pessoais. O coração está nisso. Cantam músicas de louvor, mas não louvam, gesticulam adoração, mas não adoram, dizem: Deus eu te amo, mas nem se quer O conhece. Deus é bom, mas não é bobo. Não se engana Deus.
Tiago 4.3 “Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para gastardes em vossos deleites”.

Deus até tolera que as pessoas cheguem a Ele atraídas por milagres, curas, livramentos de opressão e solução de outros problemas. Afinal foi Jesus quem começou isso. Ensinando, curando, libertando e com isso atraindo multidões. O espetacular chama a atenção do homem. Mas o que Jesus mais fazia era ensinar. Ele deixava claro que era crendo NELE e fazendo a vontade do Pai que entramos na obediência. Qual a vontade do Pai? Que todos sejam salvos. Portanto, sejamos pescadores de homens transmitindo os ensinamentos de Cristo e realizando a vontade do Pai.

Deus desenvolveu um plano para a humanidade. Comer em sua mesa. Ser sua família. Ser assistido pelo Pai. Viver eternamente com Ele, fazer parte do seu mundo, voltar a condição de filho, ter comunhão profunda com Ele. Deus desejou uma família eterna, que não se importa com o que Ele tem, mas o que Ele é e já fez por essa família. Inclusive entregar seu Filho. Sejamos atraídos por isso, sermos família do Criador, que nos dá vida eterna e quer viver em nós. 
Se alguém chegar no Reino buscando solução de problemas, que permaneça nele amando o Pai.
É uma satisfação para Deus ver seus filhos que tanto Lhe custou, colocar sua confiança nEle para tudo. Podemos pedir ao Pai para suprir nossas necessidades, é um direito e herança dada por Cristo.

João 14.13-15 “E tudo quanto pedirdes em Meu Nome Eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes alguma coisa em Meu Nome, Eu o farei. Se me amardes, guardareis os Meus mandamentos.”
Deus quer ver seus filhos supridos, alegres, sem opressão da miséria, das doenças. Deus quer nos ver livres das opressões imposta por satanás. Papai nos quer ver regozijando em alegrias, sábios e saudáveis. O crente fiel não precisa gastar muito tempo para enquadrar nesta realidade, já é uma realidade presente. Cristo já providenciou cada detalhe e deu consistência ao plano do Pai. Nós que temos que entrar nesta realidade existente, primeiro tomando consciência da nossa condição atual como filhos. Aí sim, reinamos em vida. O resultado de amar a Cristo é guardar seus mandamentos. E os dois mais importantes dos mandamentos são: Amar a Deus sobre tudo e amar as pessoas, que é criação Sua.

Amadureçamos para que Deus possa ver em nós algo que O deixe satisfeito, nossa fé nEle, nossa dedicação a sua causa e nosso amor por ser nosso Pai eterno. Quando Deus vê trabalho realizado por nós a sua causa, nos dá galardão, recompensas materiais e espirituais. Não vamos buscar recompensas, mas elas são acompanhamentos ou frutos da nossa fidelidade ao Pai.
A Presença de Deus e o Poder manifestado por meio de nossas vidas através da unção que vem do Espírito Santo, são nossas bênçãos maiores. A Presença é para os santos.

Pregador Guti.
 


 

 

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Amantes de si mesmos.

Si mesmo.

A velocidade da informação associada a performance dos instrumentos e equipamentos resulta em mais rapidez nos afazeres cotidianos impulsionando o homem inconscientemente a ser um velocista também. Quando ainda não era popular, um vendedor de máquina de lavar roupas somente obtinha sucesso quando usava o argumento de que aquela máquina iria proporcionar maior tempo de sobra para a dona de casa produzir mais no seu dia ou lhe sobraria tempo para seu prazer. Até hoje é assim. Muitas pessoas querem mais tempo para buscar sua fortuna ou se entregarem em seus prazeres.

O tempo e forma que as informações chegam às pessoas mudou muito nos últimos 30 anos. Nossa percepção do mundo em nossa volta mudou muito, percebemos e conhecemos mais com rapidez e amplitude. O tempo está passando mais rápido porque estamos envolvidos em afazeres que autora não poderíamos por limitação na deslocação física e defasagem nas respostas. Um novo dito popular surgiu: O dia ficou pequeno.

Todo dia chegam novidades para nossa comodidade e facilitação de vida. Isso não é ruim, podemos usar o tempo e facilidades em favor do crescimento pessoal.

O mundo se tornou um lugar competitivo onde não há lugar para fracos, incapazes e humildes. Hoje só com muita instrução se chega a cooperação. A individualidade pessoal e familiar desconecta pessoas da sociedade para viver com elas mesmas. O individuo busca o melhor sempre para si e para sua família “e que tudo o mais vai para o inferno”, como já dizia o autor. A cooperação, a ajuda filantrópica, a ajuda financeira, ajuda humanitária, ajuda psicológica, ajuda pessoal, ajuda sem intenção de lucro e até ajuda espiritual ao próximo, não está tão disponível como antes. O maior problema é que as pessoas estão se tronando, como já foi anunciado, amantes de si mesmas...

Quantas vezes vejo pessoas no trânsito se comportando como se estivessem em uma disputa por espaço e o outro não pode ganhar terreno. Quando alguém quer mudar de faixa, o carro ao lado acelera para impedir o avanço do outro, quanta ignorância gratuita, mas isso é bem comum. Todos se sentem ameaçados por todos.

O maior problema que esse comportamento já tem infiltrado na igreja de Cristo. A unidade da Igreja é agora por indivíduo. O modismo e disputas estão anulando a mensagem da cruz. O evangelho de Cristo, em muitos corações, está se afogando em prantos de solidão.

Cada um por si no seu propósito, e Deus que se cuide com seus filhos interesseiros.

A igreja tem por obrigação por estar inserida no Reino de Amor, praticar, de forma eficiente, o amor a Deus em seu próximo. Amando cada pessoa como se Cristo estivesse no seu lugar amando. Na verdade se estamos em Cristo e Cristo amou a todos ao ponto de entregar sua vida. Aquele que realmente se entrega e Cristo vive nele e ele vive em Cristo, obtém comportamentos como os de Cristo, que podemos dizer, são comportamentos cristãos. O nosso querer não prevalece, podemos ter prejuízos, mas agimos com justiça e solidariedade. Somos cidadãos do Céu, representamos um nível mais elevado de moral e ética. Somos embaixadores do Reino do Pai, e será que estamos mesmo passando a imagem certa as pessoas que estão nos vendo?

Pregador Guti.