Jesus, Fonte de Sabedoria

O melhor louvor é aquele que é realizado o tempo todo, 24 horas por dia.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Para o Seu Sucesso.

A Nova Ordem Antiga de Cristo

I João 4.7 “Amados, amamos uns aos outros, pois o amor procede de Deus, e todo aquele que ama é nascido, e conhece a Deus. 8 Aquele que não ama não conhece à Deus, porquanto Deus é amor. 9 Foi deste modo que manifestou o amor de Deus para conosco: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por intermédio dele. 10 Assim, nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que Ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação  pelos nossos pecados. 11 Amados, considerando que Deus amou dessa forma, nós também devemos amar uns aos outros. 12 Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor é aperfeiçoado em nós. 13 Temos certeza de que permanecemos nele, e Ele em nós, porque Ele nos outorgou do seu Espírito (o Amor nos identifica, nos assemelha a Deus) 14 E vimos e testemunhamos que o Pai enviou o seu Filho para o Salvador do mundo. 15 Se alguém confessa publicamente que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele e ele em Deus. 16 Portanto, dessa forma conhecemos o amor que Deus tem por nós e confiamos plenamente nesse amor. Deus é amor, e aquele que permanece em Deus, e Deus, nele. 17 Dessa forma o amor é aperfeiçoado em nós, a fim de que tenhamos total segurança no Dia do Juízo, pois,assim como Ele é, nós semelhantemente somos nesse mundo. 18 No amor não existe receio; antes o perfeito amor lança fora todo o medo. Ora, o medo pressupões punição, e aquele que teme não está aperfeiçoado no amor. 19 Nós amamos porque Ele nos amou primeiro. 20 Se alguém declarar: “Eu amo a Deus!”, porém odiar a seu irmão, é mentiroso, porquanto quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não enxerga. 21 Ora, Ele nos entregou este mandamento: Quem ama a Deus, ame de igual forma seu a seu irmão.

Gálatas 5.14 “Pois todas as Leis se resumem num só mandamento, a saber: “Amarás teu próximo como a ti mesmo”.
Podemos demonstrar que amamos Deus realmente, se amamos as pessoas. Você não ama só a Deus, ou não ama só as pessoas, se ama as pessoas então de fato ama a Deus.
I João 5.1.5 “Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo, é nascido de Deus; e todo aquele que ama o Pai, de igual modo, ama também o que foi gerado. 2 Desta maneira, sabemos que amamos os filhos de Deus: quando amamos a Deus e obedecemos os seus mandamentos. 3 Porquanto, nisto consiste o amor a Deus: em que pratiquemos os seus mandamentos. E seus mandamentos não são penosos”. (é somente amar e praticar atos de amor. Boas obras, porque sem obras nossa Fé é morta. Tiago 2.22) 4 Todo aquele que é nascido de Deus vence o mundo; e este é o triunfe que vence o mundo: A nossa Fé! 5 Quem é que pode vencer o mundo? Somente a pessoa que crê que Jesus é o Filho de Deus.
Quem crê em Cristo, obedece a Lei do Amor.

Gálatas 5.22 “Entretanto, o fruto do Espírito é: Amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas virtudes não há Lei.”
Quando deixamos realmente o Espírito de Deus ser nosso guia, quando de verdade manifestamos externamente o que o Espírito, que mora em nosso espírito, nos presenteou internamente. Quando vivemos praticando as virtudes dos frutos, nossa vida se torna uma manifestação do Pai em nós. Somos a manifestação terrena do Deus Espírito. Por isso Ele não habita em templos feitos por mãos humanas, Ele habita em templos feitas pelas mãos dEle mesmo. 
Aos Gálatas 5.25 “Se vivemos pelo Espírito, andemos de igual modo sob a direção do Espírito.
I aos Coríntios 2.9 “No entanto, como está escrito: (Is. 64.4; 65.17; 52.15) “Olho algum jamais viu, ouvido algum nunca ouviu e mente nenhuma imaginou o que Deus predispôs para aqueles que o amam”. 10 Deus todavia, o revelou a nós por intermédio do Espírito! 11 Pois quem conhece os pensamentos do ser humano, a não ser o espírito do homem que nele reside? Assim, igualmente ninguém conhece os pensamentos de Deus. 12 Nós, entretanto, não recebemos o espírito do mundo, mas sim, o Espírito que vem de Deus, a fim de que possamos compreender o que por Deus nos foi outorgado gratuitamente. 13 Sobre isto também pregamos, não com palavras ensinadas com o saber humano, mas sim, com palavras ministradas pelo Espírito, interpretando verdades espirituais para os que são espirituais. 14 As pessoas que não tem o Espírito não aceitam as verdades que vem do Espírito de Deus, pois lhe parecem absurdas; e não são capazes de compreendê-las, porquanto elas são discernidas espiritualmente. 15 Contudo, aquele que é espiritual pode discernir todas as coisas, e ele mesmo por ninguém é compreendido; porquanto: 16 “Quem jamais conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo?” Todavia, nós temos a mente de Cristo! 
Quando o Cristão é espiritual, ele anda em amor, ele compreende a direção do Espírito ao seu espírito e ora ao Pai conforme as instruções do Espírito Santo.
Romanos 8.9-14 “Vós, contudo, não estais debaixo do domínio da carne, mas do Espírito, se é que de fato o Espírito de Deus habita em vós. Todavia, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo. 10 Porém, se Cristo está em vós, o corpo está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da Justiça. 11 E, se o Espírito daquele que ressuscitou dos mortos a Jesus habita em vós, aquele que ressuscitou dos mortos a Cristo Jesus igualmente vos dará vida a seus corpos mortais, por intermédio do seu Espírito que habita em vós. 12 Portanto, irmãos, estamos em dívida, não para com a natureza carnal, para andarmos submisso a ela. 13 Porque, se viverdes de acordo coma a carne, certamente morrereis; no entanto, se pelo Espírito fizerdes morrer os atos do corpo, vivereis. 14 Porquanto, todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.


I João 5.14-15 “E esta é a segurança que temos para com Ele: que, se lhe fizermos qualquer pedido, de acordo com a vontade de Deus, temos certeza de que Ele nos dá atenção. 15 E, se estamos certos de que Ele dá atenção a tudo quanto lhe rogamos, estamos convictos de que receberemos os pedidos que lhe temos feito.
Em outras palavras: se nossas orações estão sendo respondidas, certamente estamos orando de acordo com sua vontade, planos e pensamentos. Mas se nossas orações não estão sendo respondidas, deveremos considerar que estamos falhando em algo. Podemos estar pedindo coisas que Deus não quer para nós, ou situação que nos deixaria longe dos projetos de Deus. Vamos orar de acordo com a vontade de Deus, para estamos sempre inseridos nos seus planos e propósitos.
Devemos compreender que Deus não é nosso servo, nós é que servimos ao Senhor. Portanto, devemos ter cuidado com nossos pedidos. A oração eficaz e que sempre terá a resposta de Deus deve, antes de tudo, ser feita em nome de Jesus Cristo, sua oração e petição deve glorificar a Deus, deve crer nas promessas e guardar os mandamento de Cristo.
Tiago 4.2-3 “Cobiçais e nada tendes. Matais e invejais, porém não conseguis obter o que desejais; viveis a brigar e a promover contendas. Todavia, nada conquistais por que não pedis. 3 E quando pedis não recebeis, porquanto pedis com a motivação errada, simplesmente para esbanjares em vossos prazeres.”
Deus não responde oração errada, e nem corresponde expectativas imaturas e imediatas dos seus filhos. Temos que dialogar com o Pai e não esperar que Ele satisfaça todos os nossos desejos.

Os cristãos verdadeiros não canalizam suas orações neles mesmos, mas sabem canalizar o amor de Deus para todos ao seu redor. As pessoas terão uma correta visão da pessoa de Deus no momento em que nós as amarmos como Cristo amou sua Igreja.
II Coríntios 2.15 “Porque para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e mesmo para os que estão perecendo.”
O amor de Deus em nós é o sinal de paz de que somos salvos, não há porque ter receio de sermos, por algum motivo, condenados por Deus, pois o amor genuíno quem confirma a salvação. I João 4.18.
Jesus Cristo, o enviado de Deus, unificou dois mandamentos da Lei (Dt 6.4-5 “Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. 5 Amarás pois o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu poder.” e Lv 19.18 “Não te vingarás, nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo: Eu Sou o Senhor.”). Anunciando a nova ordem: a ordem do Amor, que está sobre toda lei e se resume em apenas um mandamento: Amar a Deus e ao próximo.
Mateus 22. 37-40. Gálatas 5.14. Tiago 2.8.
O mesmo mandamento aperfeiçoado está descrito em João 15.9-12 “Assim como o Pai me amou, Eu da mesma forma vos amei. Permanecei no meu amor. 10 Se obedecerdes aos meus mandamentos, permaneceis no meu amor, exatamente como Eu tenho obedecido às ordens do meu Pai e permaneço em seu amor. Tenho-vos dito essas palavras para que a minha alegria permaneça em vós e a vossa felicidade seja completa. 12 E o meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como Eu vos amei. 13 Não existe maior amor do que este: de alguém dar a apropria vida por causa dos seus amigos.”
Somos amigos de Cristo e somos amigos de todos.
Uma Igreja cheia do poder de Deus é a Igreja que ama. Nós só estamos ligados ao Pai quando realmente o Amor do Pai é compartilhado por nós. Assim a vontade do Pai poderá ser concluída porque seus filhos refletem o Pai que é Amor. A vontade do Pai é que nenhuma pessoa se perca, logo a vontade do filho deverá ser amesma.
Como pode haver pessoas que acham que mover no Espírito é ser cheio do Poder? Ser cheio do Poder é ser cheio de Deus e Deus é amor. Então quanto mais amor e prática de amor, mais de Deus há na pessoa.
O cristão praticante não é nada menos quem verdadeiramente e incondicionalmente ama ao próximo. Qualquer prática fora disso é mera religiosidade falsa.
Tiago 1.27 “A religião que Deus, nosso Pai, aceita como sincera e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e, especialmente, não se deixar corromper pelas filosofias mundanas.”
Uma igreja que não ama, que só vive de críticas, intolerâncias, preconceitos, acusações, se alegrando por saber que seus inimigos poderão ir para o inferno e  é partidária não pode ser uma Igreja ligada ao Pai. Portanto não há como identificar a presença do Pai em uma igreja que não ama.
Certa vez perguntaram a uma mulher que era prostituta e viciada, que carregava uma filha de 2 anos para os programas e ao saciar o vicio, por que ela não procurava uma Igreja para pedir ajuda. Ela respondeu de sobressalto: “Para eu me sentir pior?”  
Tiago 2.1 “Caros irmãos, como crentes em nosso glorioso Senhor Jesus Cristo, não façais acepção de pessoas, tratando-as com preconceito ou parcialidade.”
Ouvi a poucos dias passados uma música que na sua letra passava a mensagem de que “os nossos inimigos irão perecer no inferno e nossa vitória terá sabor de mel”. Depois de prestar atenção na musica fiz um comentário mental: “Essa é a musica do crente vingativo”.
“Orar para nossos inimigos” e amá-los? Querer o bem para as pessoas que lhe fazem mal? Na injustiça, entregar a outra face? Será que Jesus não conhece a música?
A prosperidade e todas as outras coisas são sucessoras do amor. Buscamos primeiro o Amor com Justiça e a prosperidade lhe será acrescentada.
Mude sua mente, tenha a mente de Cristo e ame. Só assim você verá a Deus.

Pregador Vagner Vieira