Jesus, Fonte de Sabedoria

O melhor louvor é aquele que é realizado o tempo todo, 24 horas por dia.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Igrejas que tratam os sintomas.

                                                                             
Igrejas Dipirona

Uma dor de cabeça, uma febre e até para dores lombares muito se usa o Dipirona.
A dor de cabeça é uma reação do corpo, assim como a febre que é uma defesa do corpo contra bactérias e vírus. 
Quando tomamos Dipirona para sarar a dor de cabeça ou para abaixar a febre baixando a temperatura do corpo, não estamos resolvendo o problema que causou a dor de cabeça ou a febre e sim combatendo os sintomas de algo que está errado em nosso corpo. O problema continua lá, mas não sentimos porque estamos dopados por remédios.

Partindo deste princípio podemos observar que o mesmo acontece no meio do corpo de Cristo. Muitos pastores estão combatendo os sintomas e não as doenças da alma, do espírito e as concupiscências do corpo.
Grande parte do corpo de Cristo está doente, contaminado e fraco, mas não sabe o que está ocorrendo, não tem reação e fica o tempo todo combatendo os sintomas, o mal estar. A liderança do Corpo não sabe ou não quer diaguinosticar a causa do mal, da opressão, da dor do corpo.
Tomar remédio é ir ao culto onde a pessoa sente um alívio, um bem estar e sente que há uma esperança no ar e espera ser curado. Se Deus quiser, serei curado.
Jesus diz: “Eu quero”. Jesus já levou nossas doenças na cruz, pagou o preço da cura. Somos sarados.
A maior doença da Igreja é a iguinorância, que é a falta de conhecimento na Verdade de Deus. 
Verdade é que liberta e a verdade é a Palavra de Deus que é a Verdade absoluta.
A Palavra diz o que somos, o que podemos e o que temos em Cristo.
·       Somos abençoados com toda sorte de bênçãos. Somos CURADOS, sarados, somos livres de maldição.
·       Podemos todas as coisas em Cristo Jesus. Podemos pisar na cabeça do inimigo, podemos dar ordem ao mal pela autoridade que há no Nome que está acima de todos os nomes.
·       Temos o melhor dessa terra. Temos amor, paz, frutos do Espírito,
Alegria, prosperidade, liberdade e temos o passaporte carimbado com o Sangue do Cordeiro que tirou o pecado do mundo que O aceitou, com esse passaporte vamos além das nuvens e para uma cidade Celestial, desta nação Celestial, neste momento somos Embaixadores.
Quando reconhecemos o que realmente Cristo fez por nós, e que criatura nós somos de verdade e de como os anjos nos vêem, como Deus nos vê e como o diabo também nos vê, nos comportamos não como pessoas que ficam combatendo os sintomas e sim desfazendo o que está causando a fraqueza.
O Corpo de Cristo aqui na terra está na defensiva e deveria ser ao contrario, o diabo que deveria tomar cuidado com a Igreja vitoriosa, audaciosa, ousada e valente como Davi foi, sem medo do inimigo com a convicção de que Deus combate por nós e que é maior Quem está conosco que quem está com o mundo.
Somos filhos cuidados, guardados e vigiados pelo Todo Poderoso.
A Bíblia nos diz que os porões do inferno não prevaleceram contra a Igreja.
O que está dizendo aqui é muito importante, muito esclarecedor e muito poderoso, mas a Igreja não vive isso.
Os portões do inferno não prevalecerão no sentido de não suportar o ataque da Igreja nos seus domínios e resgatar, saquear e deixar os demônios confusos, sem força e envergonhados diante da Igreja forte e imaculada.
Mas uma Igreja doente com seus membros fracos e abatidos não ataca o inferno. Os pais da Igreja ficariam no mínimo chateados se estivem no meio de nós hoje.
Atacar o inferno não é ser prospero ou ter um cargo na Igreja local, não é falar em Línguas até cair no chão, não é falar bonito ou ser um enlouquente pregador. 
Atacar o inferno é tirar pessoas da garra de satanás, destruir opressões por meio da sua oração, da sua ordem, desfazer as obras malignas que o diabo faz contra você, sua família, seus visinhos e seus parentes ou mesmo de contra um estranho.
Atacar o inferno é não participara das coisas que ele criou ou deturpou, como as novelas cheias de pobrezas moral, libertinagem e pornografia.
Atacar o inferno é não andar no modismo mundano, não podemos nos moldar a esse mundo nos comportamentos e na maneira de como agimos em reação a determinadas situações.
Atacar o inferno é pregar a Palavra de Deus, libertando pessoas do erro.
Atacar o inferno é destruir e neutralizar os ataques e os dardos inflamados que ele lança sobre você.
É pagar o mal com amor, é dizer a verdade, é querer o bem, é buscar os melhores dons.
Atacar o inferno é desfazer qualquer vínculo com o mundo e orar sem cessar a Deus.
Atacar o inferno é criar intimidade com Deus, amizade, lealdade e compromisso com o Reino de Deus.
Atacar o inferno é tirar o viciado do caminho da morte.
É levar um traficante render ao Senhor, é fazer um depravado se converter, é tirar um malfeitor das garras dos demônios para que seja usado por Deus, fazendo coisas boas a humanidade.
O poder de Deus é infinito e esse poder está disponível á sua Igreja para romper qualquer barreira, até mesmo o portão do inferno.
O diabo não tem como mais trancar esse portão, a chave se encontra com Jesus. Podemos entrar no reino de satanás e saquear no momento que desejarmos, Jesus está conosco, o diabo não se atreve a nós tocar porque é maior Quem é por nós.
O diabo vai tentar nos parar por meio de tentações, somente por tentações, se cairmos ele entra pela brecha e destrói nossos planos e projetos, aí ele tem legalidade para nos atormentar. Não vamos de forma alguma deixar que isso aconteça, o inimigo irá perder sempre quando não obedecemos em satisfazer os desejos das nossas fraquezas e das nossas concupiscências. Se não é de Deus determinada ação, é do diabo.
A origem das doenças e de qualquer mal não vem de algo que você deixou de fazer ou fez, qualquer mal originou no diabo.
A maldição dos desobedientes (Deut. 28:14...) é somente para os desobedientes e dos que ainda não são Justificados.
Maldição hereditária ou conseqüências dos pecados antigos não são nos imputados hoje porque nascemos de novo e não temos passado. Tudo se fez novo. Dos nossos pecados Deus não se lembra mais.
Saímos de um reino e fomos transportados para o Reino de Deus.
Não temos mais vínculo com o inferno, com seu reino, reino das trevas, nossas vidas são regidas pelo Espírito de Deus que nós traz a Paz de Cristo, para os filhos e para os que são mais que amigos do Dono da mesa, que está servido o banquete.

Nossos pecados não geram ou criam o mal, o mal já existe, os pecados só nos colocam em uma situação de desobediência, favorável a satanás.
Como evitar que o diabo traga seu mal a nossa vida e na vida de nossa família?
Sujeitai a Deus,  Resistir ao diabo e ele fugirá de vós.

Não é ser fiel no envelope ou no sacrifício financeiro, mas é ser fiel entregando seu corpo em sacrifício de louvor, mantendo sem pecados e sem se envolver com as coisas desse mundo abarrotado de pecados que desrespeitam a vontade de Deus.
Fazer sacrifícios é tomar Dipirona, viver na realidade da nossa nova natureza é destruir a origem do mal.
Os pastores devem ensinar sua igreja local que existe autoridade autorgada aos filhos da Luz. Que não devem somente lutar para acabar com os efeitos do mal em sua vida, mas não deixar que o inferno coloque em prática seus planos de destruição para a vida da igreja, igreja como um todo e como seres individuais.
A Igreja será forte e fará diferença neste mundo somente quando reconhecer que existe um Império inteiro por traz dela e que existe uma garantia de vitória sobre as ações do inferno. A Igreja é a instituição mais poderosa nesta Terra, mas somente ela não sabe disso.
O diabo sabe, o inferno inteiro tem conhecimento do Poder ilimitado da Igreja e o maior medo deles é que a Igreja de Cristo saiba também.
Somos corpo de Cristo e o Espírito que está no Cabeça, também está no Corpo, que é sua Igreja.

Pessoas estão buscando curas para a pobreza, para a falta de recursos, curas para destruição da família, curas para a morte de sonhos e projetos e curas para o roubo da paz, da saúde e do amor em suas vidas. Mas isso tudo são sintomas do mal que está agindo no corpo da Igreja.
O mais eficaz é destruir as ações de satanás, neutralizar as investidas do diabo e repreender o mal destruindo seu poder permanecendo um terreno fértil para Deus e improdutivo para satanás.
O terreno cuidado por Deus, regado pelo Espírito Santo, adubado pela Palavra, é impróprio para o plantio dos males do diabo. Satanás não pisa em um terreno de Deus, a não ser que o indivíduo permita, dando brechas, por meio de desobediências, para o inimigo passar.
Quando a Igreja obedece a satanás deixa campo livre para o inimigo agir. Como é a obediência a satanás?
Participar do mundo e se moldar a ele. Continuar saboreando as concupiscências da carne, dos olhos e soberba da vida.
Querem continuar participando de mentiras, discriminações, fornicação, previsões astrológicas, tendo olhos e ouvidos para  a sensualidade e promiscuidade.
O diabo está rindo da Igreja por está tão preocupada com os sintomas do mal. A igreja concentra suas forças para combater as doenças e escassez, e deixam de lado quem causa esse mal. Deixam o diabo a vontade, abrindo para ele avenidas em sua vida, quando participam do mundo obedecendo a vontade do inimigo, enquadrando nos planos do mal.
O diabo cria atrações para as pessoas, muda os conceitos e a moral do seu reino.
Fornicação, por exemplo, está deixando de ser observado por muitos que se dizem Cristãos, se moldando ao mundo que dizem que “ficar” não tem problema.

 As pessoas não estão buscando o Deus de todas as coisas, não estão buscando o Reino de Deus, não estão buscando Deus, estão sim é buscando as coisas de Deus, esse pecado é ignorado por Deus por sua tamanha misericórdia. Mas não é ignorado pelo diabo, ele aproveita da falta de conhecimento dessas pessoas e entra no lugar, na brecha e destrói todas as suas conquistas, oprimindo-as, obrigando-as buscarem novamente e a viverem de livramento em livramento e não de glória em glória. 
A Bíblia deixa muito claro que não devemos viver buscando coisas, porque, todas as bênçãos vem como acréscimos a obediência e obediência na vontade de Cristo, em buscar primeiramente o Reino e sua Justiça.
“Não se pode escravizar o homem por meio de um milagre, e a fé necessária é gratuita, não fundamentada em milagre”
Dostoievski
Muitos já estão petrificados na prática errada porque nasceram e receberam estudos intencionados para condicionar seus comportamentos. Não conhecem nada diferente do que estão vendo, perecem por não conhecerem nada melhor, um nível mais alto na espiritualidade.
Servir a Deus nesses moldes não é preciso santidade, basta substituí-la por votos e sermos fieis em cumpri-los.
A igreja está sendo orientada a substituir o sacrifício racional pelo irracional.
Paulo nos ensina nas cartas que o sacrifício que agrada a Deus é o de se manter puro, sacrifício de dominar sua carne, de dominar as concupiscências de permanecer irrepreensível em toda a maneira de viver.
Uma vida santa, sempre observando as leis de Deus, andar em amor, não cair na carne, buscar conhecimento de Deus, vida de oração e comunhão deve ser nossa busca, mesmo que isso seja para alguns um sacrifício.
A oração é fundamental para nossa comunhão, não uma oração de pedidos, mas uma conversa com seu Criador com teor de agradecimentos.
Jesus disse que tudo que pedirmos em Seu Nome Ele fará, Pedro nos garante que se lançarmos sobre Ele nossa ansiedade somos assistidos. Basta isso, descansarmos em Deus, ter fé o suficiente para acreditar nessa promessa.
Fé para ser bem direto é: acreditar em Deus.
Creia que a graça já providenciou o que as pessoas tem se sacrificado para obter.
Não se confunda mais, Jesus ama muito a todos, quer o melhor para cada um de nós, busque conhecimento da Palavra e viva a liberdade que há em Cristo.
Oséias 6: 6 “Pois misericórdia quero, e não sacrifícios; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos”.
O nosso relacionamento com Deus deve ser de profunda adoração, louvor e devoção, não fazendo-se de espiritual para conseguir algo em troca, mas sim uma adoração no espírito, adoração verdadeira e absoluta.

O problema não é conquistar, a dificuldade da Igreja é de tomar posse e não deixar o inimigo reter as bênçãos vindas com a nova Vida em Cristo.


A adoração é para a vida cristã o que a corda é para o relógio.
Lawrence R. Axelson

Mateus 6:26 “Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas?”
Em Cristo está todo o suprimento material, intelectual e espiritual que precisamos.
Colossenses 2:3 “no qual estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência”.

   Paulo sabia o que estava falando quando disse que a graça sustentadora de Deus lhe bastava. Ele sabia que as coisas de cima são melhores que as de baixo.
O escritor aos Hebreus declarou:
Hebreus 13:9 “Não vos deixeis levar por doutrinas várias e estranhas; porque bom é que o coração se fortifique com a graça, e não com alimentos, que não trouxeram proveito algum aos que com eles se preocupam.”


Tiago 2:5 “Ouvi, meus amados irmãos. Não escolheu Deus os que são pobres quanto ao mundo para fazê-los ricos na fé e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?”

Vamos viver como Deus tem nos orientado, deixar o Espírito Santo ter liberdade para agir em nossas vidas e vamos viver em novidade de vida.

Somos sarados de todo o mal, podemos reinar em Vida, porque temos Vida e Vida em Abundância. Não precisamos tomar Dipirona.
As maldiçoes, as doenças, os infortúnios, todos os males ficaram no reino que estávamos, morremos para esse reino e renascemos em outro Reino, com uma nova vida e uma nova realidade.
Vamos escolher buscar o Reino de Deus e sua Justiça e os acréscimos não tardará a chegar.

Pregador Vagner Vieira.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Como reinamos?


Podemos Reinar em Vida

Romanos 5.17 “Porque, se pela ofensa de um só a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundancia da graça e o dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo.”

Veja a tradução de Weymouth.
“Pois se, através da transgressão de um indivíduo, a morte se utilizou de um indivíduo para apoderar-se da soberania, muito mais aqueles que recebem a abundância da graça de Deus e o dom da Justiça, reinam como reis em vida através de um indivíduo, Jesus Cristo”.

Podemos ter em vida, tudo o que o Pai criou para nós, e reinar aqui nessa terra como Deus planejou na criação de Adão, quando Jesus disse “Eu vim para que tenham vida e vida em abundancia” estava falando da vida de Deus, abundante em tudo, dono de tudo.
Algumas pessoas pensam que só reinarão depois que forem morar no céu, que a plenitude de Deus está escondida de nós agora, que Deus vai considerar que as pessoas entrarão no reino de Deus depois de sua morte e que nada está disponível agora, mas olhe o que a palavra fala: “Reinarão em vida” está bem claro, o que diz essa passagem. Tudo está disponível agora; Jesus já nos entregou sua conquista, podemos agora todas as coisas em Cristo.
Como pode Jesus ser Rei e sua descendência não ser?
 A Bíblia diz que Jesus é rei dos reis, que reis são esses? Não se mencionava aqui aos reis dessa terra, aos reinados pagãos, ou a reis naturais, mas estava dizendo sobre os filhos de Deus com a nova natureza, natureza de Rei.
O rei tem autoridade sobre seu território, sobre seu palácio, sobre a corte, sobre suas conquistas, tudo está debaixo de seus pés. A última palavra é do Rei.
Você se sente autoridade sobre sua casa, sobre seu bens? e o diabo está debaixo de seus pés? Ou será que está deixando o inimigo da sua vida ditar e determinar o seu presente e o seu futuro.
A última palavra é sua.
Exerça sua autoridade de rei, fazendo isso estará agradando a Deus que te deu essa autoridade e viu que você honrou o sacrifício do seu Filho usando o nome de Jesus, o nome que está acima de todos os nomes.
Nossa posição como crentes em Cristo nos dá o direito legal de orar no Nome de Jesus e tirar deste Nome a abundância de amor, riqueza e graça, salvação e redenção que nos pertence.
Vemos pelos ensinamentos nas epístolas o que Jesus quis dizer quando Ele deu a grande promessa do uso do Nome.
Eles, os apóstolos escritores, viveram, fizeram grandes feitos e louvaram neste Nome.
Tal Nome significa alimento e força, significa livramento das mãos dos inimigos. Significa poder sobre demônios e doenças, significa adoração e louvor e acesso a Deus.
O Nome de Jesus se tornou o centro ao redor do qual todas as coisas eram construídas nas atividades missionária deles.
Encoberto nesse poderoso Nome está o Poder invisível e a poderosa obra de milagres da Igreja de Jesus Cristo hoje.

Quando Jesus Cristo pronuncia uma palavra, abre tanto sua boca que abrange todo o céu e a terra, mesmo que essa palavra não passe de um sussurro.
Martinho Lutero

   Jesus nos deu um direito legal de usar Seu Nome.
Ele nos deu o poder de Defesa.
É como Jesus dissesse, "Quando você orar em Meu Nome, isso Me dá uma oportunidade de começar a operar, e desse jeito eu posso glorificar Meu Pai".
"Se você não ora no Meu Nome, você não Me dá uma oportunidade de manifestar Meu Poder".

Dessa maneira, ambos, Pai e Filho se tornam vitalmente interessados na petição que fazemos.
Você está orando ao Pai e está orando no Nome de Seu Filho?

Em Colossenses no capítulo 1 e verso 13 está escrito assim: “13- O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do filho do seu amor”.
Deus nos colocou no seu reinado com dignidade de um filho do Rei.

Pr. Vagner Vieira 

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Quem somos em Cristo 3


Temos amor
  Algo importante e que ás vezes não se preocupam os mestres, e que precisamos desesperadamente saber, é sobre o amor.
Deus estava cuidando e criando Adão em amor, estava maturando-o em amor, instruindo-o em amor, ensinando-o em amor; porque sem o amor não podemos conhecer a Deus, porque Deus é amor.
Podemos dizer que a natureza de Deus, que se encontrava no homem, que foi feito sua imagem e semelhança, era natureza do amor.
A humanidade toda, nos planos de Deus, seria inserida no amor, nasceriam, viveriam e se relacionariam na plenitude do amor, todos os tipos de relacionamentos seriam em amor, simplesmente formidável e maravilhoso.
Imaginem o mundo sem a violência, sem roubos, sem pessoas cruéis, sem trapaças, sem pedofilia, sem estupros, sem violência no lar, sem políticos corruptos, ou sem qualquer tipo de corrupção, sem pecados, todos amando entre si e amando à Deus com seus mandamentos.
Adão não precisava comer da árvore proibida, a humanidade não precisaria conhecer o bem e o mal, bastava somente o bem por enquanto. A escolha podia ser outra. A desobediência não precisaria acontecer.


 João 17.24-26 “Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória, que me deste: porque tu me hás amado antes da criação do mundo”.
25- Pai justo, o mundo não te conheceu; mas eu te conheci, e estes conheceram que tu me enviaste a min.
26- E Eu lhes fiz conhecer teu nome, e lho farei conhecer mais, para que o amor com que me tens amado esteja neles, e Eu neles esteja.”

Note que Jesus Cristo orou apresentando ao Pai os que andavam com Ele para que andassem em amor.

Um homem que fosse só homem e dissesse as coisas que Jesus disse não seria um grande mestre de moral. Seria um lunático no mesmo nível de um homem que diz ser um ovo cozido ou então seria o próprio diabo. Cada um de nós precisa tomar a sua decisão. Ou este homem era, e é, o Filho de Deus, ou então um louco, ou algo pior... Mas não venhamos com nenhum argumento complacente que diga que ele foi um grande mestre humano. Ele não nos deu esta escolha. Nunca pretendeu fazê-lo.
C. S. Lewis

Jesus veio ao mundo com essa missão, trazer as pessoas de volta ao amor, para ter um relacionamento com Deus teriam que conhecer o amor, morrer para o mal e nascer para o bem, que era o amor que veio ao mundo como Jesus, o amor enviado por Deus.
                                     
Aos Efésios 3.17 diz assim: “Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações: a fim de, estando arraigados e fundados em amor,”

 E aos Efésios 3.19 Paulo escreve: “E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.”

Não basta sabermos que podemos todas as coisas, se não conhecermos Deus no amor e se não formos cheio de amor pelas almas, se não conhecermos a Jesus que é o amor dado por nos, não seremos cheios da plenitude de Deus. Temos que conhecer a Deus que é amor.

Um pouco de conhecimento de Deus vale muito mais do que uma grande quantidade de conhecimentos sobre Ele.
J. I. Packer
Se alguém expressa uma palavra de sabedoria sem expressar amor, irrita o corpo de Cristo.
   Já vi muitas pessoas tentando viver o evangelho, trabalhar na obra, sempre tentando fazer algo para agradar a Deus, tem pessoas que buscam poder no Espírito, falar em outras línguas, mas não buscam o amor, não procuram conhecer á Deus como Ele realmente é; não suportam mendigos e pedintes, crentes que ficam alheios ás necessidades das pessoas. Crentes que brigam ente si, criam partidos dentro das igrejas, até mesmo, ministério contra outros ministérios e ainda tem pessoas que tem resistência de ter amizade com pessoas pobres, tais pessoas acham que conhecer á Deus é simplesmente aceitar a Jesus como seu Salvador e que tudo se fez novo e pronto. Tudo bem, tudo se fez novo, e a continuação? E o andar de glória em glória? Também se fez novo nosso coração! Esse novo coração tem que ser igual ao de Cristo, cheio de amor de Deus. Como poderemos amar á Deus se não amamos sua criação, nossos semelhantes e nossos irmãos?
Alguém pode dizer: “Basta conhecermos e não precisamos fazer igual á Deus.”
Se for assim não somos imitadores de Deus.
Temos que saber tudo sobre o grande amor de Deus, o amor Ágape esse amor que Deus tem por nós, esse amor que fez mover esse grande Deus fazendo com que mesmo ninguém o procurando, Ele mesmo se achegasse a nós.

O amor é a única coisa com que podemos pagar a Deus na mesma moeda... Não podemos pagar-lhe tintim por tintim, mas devemos amá-lo generosamente.
Thomas Watson

   Você tem buscado ser amoroso? Viver a plenitude de Deus também é viver em amor.
Jesus disse que o maior dos mandamentos seria amar a Deus sobre todas as coisas, e depois amar as outras pessoas, isso em resumo seria o suficiente, porque quem ama não rouba por amor primeiramente a Deus e depois a pessoa que está sendo roubada. Cristãos não falariam mal e nem julgariam mal as pessoas primeiro por amar a Deus e depois por amor as outras pessoas e assim sobre todos os aspectos da vida do cristão haveria de sobressair esse princípio ensinado por Cristo. 
 O primeiro e mais importante dos mandamentos é amar a Deus sobre todas as coisas e depois os amar os outros, não é amar só de dizer que ama, é amar de verdade, de conhecer quem você ama, de relacionar, ter amizade com o Pai e com outras pessoas, se não fazemos isso, esqueçamos o resto, faça primeiro o que Cristo ensinou e depois os ensinamentos do seu pastor. 
Somos filhos de Deus e reis, por isso podemos reinar em vida, viver uma vida abundante, e fundada em amor.
Busque a Deus e peça mais amor, viva na santidade, a santidade está mergulhada e revestida em amor. Desenvolva este fruto pela fé.

Pr. Vagner Vieira

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Quem somos em Cristo 2


Podemos Reinar em Vida

Romanos 5.17 “Porque, se pela ofensa de um só a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundancia da graça e o dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo.”

Veja a tradução de Weymouth.
“Pois se, através da transgressão de um indivíduo, a morte se utilizou de um indivíduo para apoderar-se da soberania, muito mais aqueles que recebem a abundância da graça de Deus e o dom da Justiça, reinam como reis em vida através de um indivíduo, Jesus Cristo”.

Podemos ter em vida, tudo o que o Pai criou para nós, e reinar aqui nessa terra como Deus planejou na criação de Adão, quando Jesus disse “Eu vim para que tenham vida e vida em abundancia” estava falando da vida de Deus, abundante em tudo, dono de tudo.
Algumas pessoas pensam que só reinarão depois que forem morar no céu, que a plenitude de Deus está escondida de nós agora, que Deus vai considerar que as pessoas entrarão no reino de Deus depois de sua morte e que nada está disponível agora, mas olhe o que a palavra fala: “Reinarão em vida” está bem claro, o que diz essa passagem. Tudo está disponível agora; Jesus já nos entregou sua conquista, podemos agora todas as coisas em Cristo.
Como pode Jesus ser Rei e sua descendência não ser?
 A Bíblia diz que Jesus é rei dos reis, que reis são esses? Não se mencionava aqui aos reis dessa terra, aos reinados pagãos, ou a reis naturais, mas estava dizendo sobre os filhos de Deus com a nova natureza, natureza de Rei.
O rei tem autoridade sobre seu território, sobre seu palácio, sobre a corte, sobre suas conquistas, tudo está debaixo de seus pés. A última palavra é do Rei.
Você se sente autoridade sobre sua casa, sobre seu bens? e o diabo está debaixo de seus pés? Ou será que está deixando o inimigo da sua vida ditar e determinar o seu presente e o seu futuro.
A última palavra é sua.
Exerça sua autoridade de rei, fazendo isso estará agradando a Deus que te deu essa autoridade e viu que você honrou o sacrifício do seu Filho usando o nome de Jesus, o nome que está acima de todos os nomes.
Nossa posição como crentes em Cristo nos dá o direito legal de orar no Nome de Jesus e tirar deste Nome a abundância de amor, riqueza e graça, salvação e redenção que nos pertence.
Vemos pelos ensinamentos nas epístolas o que Jesus quis dizer quando Ele deu a grande promessa do uso do Nome.
Eles, os apóstolos escritores, viveram, fizeram grandes feitos e louvaram neste Nome.
Tal Nome significa alimento e força, significa livramento das mãos dos inimigos. Significa poder sobre demônios e doenças, significa adoração e louvor e acesso a Deus.
O Nome de Jesus se tornou o centro ao redor do qual todas as coisas eram construídas nas atividades missionária deles.
Encoberto nesse poderoso Nome está o Poder invisível e a poderosa obra de milagres da Igreja de Jesus Cristo hoje.

Quando Jesus Cristo pronuncia uma palavra, abre tanto sua boca que abrange todo o céu e a terra, mesmo que essa palavra não passe de um sussurro.
Martinho Lutero

   Jesus nos deu um direito legal de usar Seu Nome.
Ele nos deu o poder de Defesa.
É como Jesus dissesse, "Quando você orar em Meu Nome, isso Me dá uma oportunidade de começar a operar, e desse jeito eu posso glorificar Meu Pai".
"Se você não ora no Meu Nome, você não Me dá uma oportunidade de manifestar Meu Poder".

Dessa maneira, ambos, Pai e Filho se tornam vitalmente interessados na petição que fazemos.
Você está orando ao Pai e está orando no Nome de Seu Filho?

Em Colossenses no capítulo 1 e verso 13 está escrito assim: “13- O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do filho do seu amor”.
Deus nos colocou no seu reinado com dignidade de um filho do Rei.
Pregador Vagner Vieira

Não somos filhos de macacos.

                                                                       
O surgimento, a queda do homem
e o resgate pelo Senhor Jesus.


A filosofia da razão ganhou controle da Igreja, mas ela não pode responder ao choro do espírito humano.
O espírito humano busca a Deus assim como a flor busca o sol.
Tenho observado que existem muitos cristãos ainda não aprenderam muito sobre si mesmos, e sua nova realidade; quem são, que autoridade possui, se realmente possui, se Deus é realmente seu Pai, se está mesmo em um reino, se esse reinado já começou. Tem muita religiosidade vã ainda em nosso meio, até frases que não existem na bíblia, as pessoas se alicerçam nelas, coisas do passado e atuais. Em ensinamentos antigos, mas sem base bíblica, sem fundamento teológico e muito menos (e o mais importante), sem o discernimento do Espírito Santo de Deus.
* 1000 anos chegarás, mas 2000 anos não passarás.
* Jesuscidência
* Faz por onde que eu te ajudarei.
* Quem não vem pelo amor, vem pela dor.
* Represália (o diabo quer lhe colocar medo),
São alguns exemplos de frases que não são encontradas na bíblia.

 Muitos cristãos estudam mais sobre o diabo, do que estudam a própria bíblia, julgam ser necessário saber tudo sobre o inimigo para vence - lo, parece que ainda não caiu a ficha para essas pessoas que, o inimigo já foi vencido, já foi derrotado por Jesus, e nós somos participantes dessa vitória, e que se não dermos lugar ao diabo, ele não pode fazer nada conosco.
“Sujeitai vos a Deus, o diabo fugirá de vós”. (parafraseado).

Aos Colossenses 1.12 “Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz”.

2º de Pedro 1.4 “Pelas quais Ele nos tem dado grandíssimas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo”.

 O Espírito sendo introduzido no homem.

Gênesis 2.7 “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”.
Fôlego de Vida, no original hebraico foi usado a palavra que dá sentido de espírito.

 Nosso corpo foi usado por Deus para colocar nosso espírito que foi feito imagem e semelhança do próprio Deus, (somos primeiramente um ser espiritual).
Compare:
João 4.24 Deus é Espírito e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.”

Gênesis 1.26A “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;” Semelhança de Deus que é Espírito.
26B- “e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves do céu, e sobre o gado, e sobre a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra”.
Além disso, somos um ser dominador, como Deus é dominador. 

Aos Hebreus 12.9 “Além do que tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitamos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos?”.

Somos espíritos, temos uma alma, e habitamos em um corpo.
Nós estávamos em Deus e depois fomos soprados em nossos corpos, dando fôlego de vida a eles, a ligação de Deus aos homens. É por isso que temos que viver no sobrenatural de Deus, é o nosso lugar de origem.

O cristão é chamado para viver uma vida sobrenatural, e a ele foi dado o poder para viver essa vida.
Donald Grey Barnhousea

   Na visão universal da ciência o big-bang aconteceu. Tudo era uma mesma coisa e estava espremido em um ponto bilhões de vezes menor que a cabeça de um alfinete. Há 13,7 bilhões de anos, a cabeça começou a crescer e tornou-se matéria num tempo incrível de 10 milésimos de 1 milésimo de segundo. Há 540 milhões de anos, a vida começou na terra. 
Os cientistas não acham estranho, que um amontoado de partículas inanimadas se juntarem e daí criarem outras partículas com vida, como o DNA. É tão difícil acreditar que houve um mover de um Deus, um ser superior, que existia muito antes de haver a grande explosão? É difícil acreditar que um Deus formou e deu movimentos a matéria orgânica? É como de um monte de latas velhas surgir uma flor. Adão e Eva poderiam terem surgidos pós- “Elo Perdido” sem influência ou sequência da evolução. Dizem que a vida animal surgiu na água, a Bíblia disse isso antes:
Gênesis 1:20,21 “20 E disse Deus: Produzam as águas cardumes de seres viventes; e voem as aves acima da terra no firmamento do céu.
21 Criou, pois, Deus os monstros marinhos, e todos os seres viventes que se arrastavam, os quais as águas produziram abundantemente segundo as suas espécies; e toda ave que voa, segundo a sua espécie. E viu Deus que isso era bom”.
Quem pensa que pode haver um conflito real entre ciência e religião deve ser muito inexperiente em ciência ou muito ignorante em religião.
Phillip Henry
   Tudo estava desorganizado, porque as potestades e principados já atuavam antes do Gênesis 1:1 (posso escrever sobre este específico assunto em outra ocasião), mas Deus mudou tudo.   
Foi uma grandiosidade a organização de todas as coisas, do imundo Deus criou o mundo, (a palavra terra ou mundo como são alternadas em algumas traduções, em Gênesis 1:1 e mais versos, foram escritas no sentido de mundo o contrário de imundo, como consta, nos originais Hebraicos do livro de Gênesis que compõem a Bíblia) a criação, um feito extraordinário, um ato que somente um ser com todo o poder, poderia realizar.

A probabilidade de a vida ter surgido por acidente é comparável à probabilidade de um dicionário completo ser resultado da explosão em uma indústria gráfica.
Edwin Conklin

   Tudo o que Deus fez, foi perfeito, Ele mesmo inspecionou: E viu Deus que era bom.
Deus fez somente coisas maravilhosas, inclusive a grande obra do resgate e justificação do ser humano. Um grande e glorioso feito, um acontecimento que agitou o mundo todo, em todos os aspectos, em todas as áreas de nossas vidas terrenas: a conquista do ser humano da vida eterna por meio de Jesus Cristo.
Leia :
Aos Efésios 1.18-23
2º aos Coríntios 5.21.
Aos Efésios 1.20 fala do grande poder usado por Deus:
“Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dos mortos, e pondo-o à sua direita nos céus”.

Jesus, (a Palavra, o Verbo), desceu do céu, se fez homem, e resgatou, para nós hoje, tudo aquilo que o diabo tomou de Adão.
Jesus Cristo resgatou o ser humano da condenação de ser morto e ir para um lugar que foi preparado para o inimigo de Deus. Esse inimigo de Deus se tornou nosso inimigo desde o momento que ficou sabendo da criação do homem. Porque Deus faria o homem sua imagem e semelhança.
O desejo do diabo sempre foi ser semelhante a Deus.

Isaías 14.12-14- “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitava as nações!
13- E tu dizias no teu coração [íntimo, espírito]: eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, Ada banda dos lados do norte.
14- Subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo”.

   O diabo tem muitos motivos para nos odiar. Lembro-me de uma pessoa contando que um demônio falou na boca de uma mulher que o incorporou em uma igreja, que ele tem ódio da humanidade, porque a humanidade teve uma segunda chance e ele não.
O diabo conseguiu inclusive fazer com que o homem desobedecesse a Deus, (Deus tinha dado uma ordem ao homem de não comer do fruto da árvore do conhecimento, comendo, perderia a natureza de Deus o Criador),
Gênesis 2.17- “Mas da árvore da ciência do bem e do mal não comeras; porque no dia em que dela comeres, certamente morreras”.

Deus não estava falando só da morte física, porque Adão, depois do pecado, viveu muito, e morreu com 930 anos, e sim da morte espiritual, a separação do espírito de Adão com o Espírito de Deus.
Perdemos, no momento do nosso primeiro pecado, por sermos descendência de Adão, a natureza de Deus. Perdemos o elo com Deus, a desobediência desfez esse elo, a ligação do nosso espírito com o Espírito de Deus só permanecia na comunhão plena, na obediência que traz santidade.
Adão e Eva pecou o pecado da concupiscência da carne, dos olhos e soberba da vida.
Gênesis 3.6 “E vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.”
Porque, mesmo sendo Eva que deu inicio ao processo de pecado com a desobediência, Deus cobrou de Adão a culpa? Porque ele era a cabeça, estava sobre Adão a responsabilidade transmitida por Deus, eram um casal, unidos dois em uma só carne. Ela não pecou sozinha, a humanidade saiu dela e dele.   
A descendência de Adão herdou o pecado da sua desobediência.
Compare o texto de Gênesis 3.6 com o texto de 1 João 2.16 e veja como Eva pecou, e é com esse tipo de pecado que o diabo continua trabalhando até hoje, o diabo não tem um laboratório de inventar tipos de pecados e sim tenta as pessoas da mesma forma. E devo acrescentar, que de certo modo, tem dado certo.
 1 João 2.16 “Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.”

   O inimigo passou a ter liberdade para criar todo tipo de adoração a ele mesmo, fazendo seitas satânicas e religiões pagãs e ainda foi cruel colocando ritos em nações que não eram desenvolvidas, ritos de magias, sacrifícios de animais e seres humanos, cultos a deus de guerras e ainda escravizava civilizações inteiras manifestando como deuses e exigindo as mais diversas e brutais oferendas, fazia isso para se sentir bem, porque sua vontade é ser louvado e admirado, e ainda danificar a criação de Deus. A vontade de ser semelhante ao Criador foi o que causou sua conduta de rebelião, consequentemente, sua expulsão do céu, dele e de todos os seus seguidores, não se sabe a quantidade certa, mas podemos imaginar que foi enorme o numero de indivíduos rebeldes, que consta ser um terço do céu.

Somos Filhos de Deus.

   Quando o diabo tomou tudo o que Deus deu ao homem, inclusive seu domínio sobre todas as coisas, Deus não poderia deixar ficar assim, porque os planos de Deus não podem ser frustrados, o plano original do Criador não podia falhar. Então Deus criou uma forma de chegar ao homem caído e mudar a situação, pôs o plano em prática sendo executado por Seu Filho e por Ele mesmo, tirando o homem da velha natureza e nos dando nova natureza, a de Deus, a natureza original; o próprio Deus se achegou ao homem, isso é graça, é misericórdia de Deus. Deus nos amou primeiro.
O homem que tenta diminuir a glória de Deus, recusando-se a adorá-lo, é como um lunático que deseja apagar o sol, escrevendo a palavra "escuridão" nas paredes de sua cela.
C. S. Lewis

   O efeito do pecado na vida do homem não dominava Jesus, Jesus não praticou o primeiro pecado. Jesus era um cidadão no mundo, mas não do mundo, estava em um corpo, mas não era dominado pela carne. A maldição da descendência de Adão não dominava Jesus, por ter nascido sem pai terrestre, e nascendo de uma virgem, uma mulher temente a Deus, sem pecados. Apesar de ser 100% homem, não guardava em seu DNA o pecado de Adão. Tanto que Ele teve que se entregar para a morte se fazendo pecado por nós. Podemos dizer que nós somos hoje, descendência de Jesus, porque nascemos de novo, quando alguém nasce não tem passado, morremos para o mundo e ressuscitamos com Cristo para Deus, Trocamos de reino, saímos do reino das trevas e fomos transportados para o reino do filho do seu amor.

 II Pedro 1.4 “Pelas quais Ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo”.

 Deus fez uma nova aliança com o ser humano, que passou a ser considerado por Deus como seus filhos novamente, bastando o homem aceitar o sacrifício de sangue que foi feito pelo Filho de Deus, o Cordeiro de Deus, que tirou o pecado do mundo, trazendo de volta a condição de sermos filhos de Deus.

Em I João 3.1-2 lemos um texto muito esclarecedor, “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai: que fossemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não conhece a Ele.
2- Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos semelhante a Ele; porque assim como é O veremos”.

 Aos Gálatas 4.6-7 podemos ler: “E porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu Filho, que clama : Aba, Pai.
7- Assim que já não é mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo


   Já que somos filhos de Deus, podemos viver realmente como filhos do Rei, do Criador da Terra e tudo que há nela, somos filhos do dono do ouro e da prata e do governante de todo o universo.

Deus tornou-se homem para transformar criaturas em filhos; não simplesmente para produzir homens melhores da antiga espécie, mas para produzir uma nova espécie de homens.
C. S. Lewis

Pregador Vagner Vieira.