Jesus, Fonte de Sabedoria

O melhor louvor é aquele que é realizado o tempo todo, 24 horas por dia.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Pare de Reclamar.


 
Jesus orou muito, com fervor e a noite toda. Jesus buscava. Jesus suou gotas de sangue durante umas de suas buscas. Jesus baseou seu ministério na comunhão com o Pai. Orou e buscou a face do Pai durante todo Seu ministério. Ele ficou firme e cumpriu seu propósito na Terra. Quantos de nós o buscamos com a mesma intensidade? Temos que seguir o Seu exemplo. Quando precisamos de algo, vamos ao Pai que é o Deus do impossível.

Muitas vezes, choramos, murmuramos, reclamamos, lamentamos e ficamos lastimando em um esforço desesperado de sermos atendidos, mas não nos esforçamos em nos mantermos firmes nas promessas e na fé no Pai fonte de tudo. Não acreditamos na bíblia quando diz que nós já somos abençoados com toda sorte de bênçãos. Não oramos na mesma força do lamento.

Veja o que está escrito em Deut. 28.8. “O Senhor abençoará toda a produção do trabalho que fizerem e dará sucesso a tudo que planejarem.  (Bíblia Viva). Será que estão mesmo tendo produção ou trabalhando. E o planejamento, como vai?

Está muito claro este texto, não tem como não entendermos. No verso 01 ao 06 do mesmo capítulo diz que se nós formos fieis aos mandamentos do Senhor teremos muitos favores e benefícios. Mas porque muitas pessoas não agradecem ao conquistado por Cristo para nós e permanecem lamentando sua situação? Porque não acreditam na Palavra do Pai quando diz que somos herdeiros da quebra de maldição e fomos feitos filhos, somos salvos e resgatados.

Aos Gálatas 3.29 “E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa”.

O lamento acontece quando a fé está debaixo de uma crosta de dúvidas.

As forças inimigas querem nos vencer, colocando dúvidas e medos, assim não produzimos fé e sem fé é impossível agradar a Deus. O tempo todo o mau investe querendo minar nossa ligação com a fonte de Vida. O diabo sabe que se formos vacilantes, ele consegue acesso a nossa vida e destrói os nossos planos.

Efésios 6.10-13 “Concluindo, fortaleci-vos no Senhor e na força do Seu poder! Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo”.

A murmuração é uma declaração do medo, o contrário da declaração de fé. Quando temos fé em Deus, não sobra espaço para o talvez. A convicção toma conta do nosso ser, quando estamos ligados realmente ao Pai que é a fonte inesgotável de Vida abundante. Vamos ficar firmes. Em oração e convicção.

Jesus nos salvou, a salvação nos livra da maldição. O contrário de amoldiçoado é abençoado. O contrário de maldição é benção. Qual que escolhemos então? Escolhemos Jesus que nos trouxe toda sorte de bênçãos.

Pregador Guti.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Sacrifícios ou sacrilégios.


 O Templo de Deus


          Adoração Permanente
Semana passada eu estava pregando a um grupo de estudos em uma cidade perto da minha, e notei algo no mínimo triste. Fiquei vendo no rosto das pessoas a frustração quando disse que para conseguirem bênçãos, elas precisavam ser fieis a Deus no coração. Na medida que, eu ia pregando, Deus me mostrava como as pessoas já estavam acostumadas com os “rituais da prosperidade”. As pessoas estavam esperando eu dizer o quanto que seria o sacrifício de fé, e penso que torciam para que fosse um menor valor, para receber em troca a solução de seus problemas.
Um escriba disse em Marcos 12.33 “E que amar a Deus de todo o coração e de todo o entendimento, e com todas as forças, bem como amar ao próximo como a si mesmo é muito mais importante do que todos os sacrifícios e oferta juntos”

Sobre mim vieram olhares pontiagudos quase me ferindo enquanto eu dizia que Deus recebe bem nosso sacrifício racional, que é o de nos mantermos puros, sem pecados, sem vícios da alma e livres de toda imoralidade.
Aos Romanos 12.1,2 “Portanto caros irmãos, rogo-vos pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é vosso culto espiritual. E não vos moldeis ao sistema deste mundo, mas sede transformados pela renovação das vossas mentes, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”

Para muitos não há a necessidade do homem se manter puro porque a Graça já o redimiu de todo o pecado. Essa é uma meia verdade, a Graça torna o homem digno, mas não o torna isento do pecar e não lhe dá liberdade para pecar. Se assim fosse, a Graça seria uma permissão de Cristo para que os homens vivam conforme suas vontades e desejos. Paulo fala sobre isso: Aos Romanos 5.21. e continuando em Aos Romanos 6.1-14. “Então, qual seria a conclusão? Devemos continuar pecando a fim de que a graça seja mais ressaltada? De forma alguma! Nós que morremos para o pecado, como seria desejar viver sob seu jugo?...” -continue lendo na Bíblia o texto citado.

Cristo já conquistou a vitória para cada crente, já tirou do pecado seu domínio sobre o homem, já levou sobre Si tudo que era conta nós, já levou toda a miséria na cruz, Cristo já derrotou as enfermidades, fomos sarados em Cristo, Cristo já venceu o diabo, saiu do, foi ao Pai, sentou-se a direita de Deus, foi exaltado sobre todos e tudo, Seu nome é Incomparável. Cristo recebeu Poder e repassou sua autoridade a nós seus seguidores e este pacote pertence a todos aqueles que nascerem de novo e tem o Cristo como seu Senhor e Salvador. É muito simples. Que sacrifício quer um Deus assim, a não ser que aceitamos o seu na cruz.

Agora o crente tem que permanecer na brecha, ou na comunhão e presença do Pai. Nós temos que descobrir qual o nosso chamado, qual o plano de Deus para cada um de nós, e mergulhar cada vez mais na profundidade da Sabedoria e do Espírito. Sermos fieis aos mandamentos de Cristo.

Mateus 6.25-33. “...33 Buscai, assim, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a sua Justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.”

Colocar a responsabilidade em si próprio, não é uma prática muito difundida entre os crentes modernos.

Comunhão, fidelidade, sem imoralidade, sem pecados, vida santa, sacrifício da carne, sem fornicação, sem pornografia, pensamentos certos e morais é quase um folclore para alguns. Podem dizer: Vou ter que me livrar de tudo que minha carne gosta, de meus vídeos eróticos, das minhas saídas noturnas com namoros impróprios, vou ter que dar bom testemunho em tudo, vou ter que deixar de usar minhas roupas provocantes? Não mesmo! Vou na igreja que me pede um sacrifício financeiro que é mais fácil. É mais fácil dar alguma a coisa do que a si mesmo a Deus.

Coloque isto na sua mente, é muito importante: Na nova aliança, os sacrifícios passaram a ser prestados no templo do corpo humano que agora é guiado pelo espírito que é ligado ao Espírito de Deus.

Diferente dos oprimidos, vi pessoas gritando, “estou cansado de ser enganado, eu quero é Deus, sua graça e sua presença”. Pessoas que antes eram líderes mas estavam afastadas, reconciliaram com Deus. Pessoas foram libertas pela Verdade. Muitas se renderam a Palavra da Fé. Viram que a fé funciona e a procura por Deus é bem diferente da procura pelas coisas de Deus. Aas pessoas se sentiram mais valorizadas pelo Pai, viu sua importância para o Reino, e o quanto Deus já disponibilizou para elas, mas não estavam usufruindo das conquistas na cruz e na ressurreição. “Aqueles que bebem da Água nunca mais terão sede.”

Isso me faz lembrar que durante muito tempo venho observando todas as pessoas de diferentes países e povos e todos, todas as pessoas, estão em busca de satisfação. Todas as pessoas têm sonhos e desejos. Todas as pessoas querem ser realizadas em alguma área. Mendigos ou doutores, tem carências. O suprimento é buscado de forma exaustiva por muitos, outros tem carências mas são fracos e não buscam. Mas o estudo atual é pela busca de soluções. O que nem todos descobriram ainda é que somente na presença Santa do Pai e Criador é que nós somos realmente realizados e completados. Há suprimentos e abundância de vida na Vida de Deus. Por isso temos que mergulhar e viver em Cristo em Deus, mergulhados na sua Vida. Para que o Espírito com Sua Vida Zoe nos supra de vida, Vida completa e de Suprimentos sobrenaturais e naturais. Mergulhar na Sua presença.

Pregador Guti

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Estão tentando enganar Deus.

É possível enganar Deus?
Te amo Deus. A frase que Deus Pai mais ouve em todo o tempo. Mas será essa frase que Deus mais ouve do coração das pessoas?
Sabemos que no mundo espiritual há uma batalha intensa entre o mau e o bem. Essa batalha não é um contra o outro propriamente dito. Um anjo brigando ou lutando em um tatame do MMA espiritual, contra o demônio do grupo do mau. Não é essa a batalha. A batalha é para obter sua sujeição e conquistar você. E acontece em sua volta, sem você da conta de que está acontecendo. Os dois lados lhe quer.
O império do mal quer oprimir o máximo de pessoas possível, da pior e mais brutal forma. O diabo não brinca quando se fala em matar, roubar e destruir. Se o diabo fosse um funcionário de uma empresa, durante o ano todo, ele seria o funcionário do mês no requisito destruir. Leia o jornal, assista aos noticiários e vai perceber isso. O seu mundo jaz no seu maligno.

Um dia Deus disse, Basta. Está na hora da redenção desse povo oprimido. Jesus foi enviado, e cumpriu sua missão: Resgatar o ser humano do domínio da morte e das trevas (II Cor.5.21). Jesus foi vencedor aqui na terra, foi vencedor no inferno, humilhou o diabo e tomou as chaves que mantinham as pessoas em seu domínio. Entrou no céu exaltado pelos anjos (levantai o portais eternos...) e teve seu nome acima de todos os nomes. Jesus é o vencedor hoje, o problema é que nem todas as pessoas passaram para o lado vencedor.
A guerra já foi vencida por Cristo. A Luz já venceu as trevas. Não temos que esperar algo acontecer, já aconteceu, Cristo venceu. Agora só restaram influências. Que influências? De Deus ou do diabo. Cabe a nós a escolha.

As pessoas vivem suas vidas sendo influenciadas o tempo todo. O diabo apresenta suas artinhas para que as pessoas vivam em pecados, cria modismo, vícios e práticas contrárias à vontade de Deus. A fraqueza da pessoa é explorada para a prática do mal. Sugestões para que todos caiam na concupiscência da carne, dos olhos e soberba da vida. Explora a soberba e a ganância é uma boa estratégia do diabo.
Em contrapartida Deus quer dar livramento da morte espiritual e morte eterna, conduzindo as pessoas ao seu Reino, onde tudo é renovado e sua vida passa a contar a partir do novo nascimento, quando Deus influencia e dirige as pessoas. Quando estamos o Reino da Luz, a maldição intrínseca ao pecador não tem lugar em nossas vidas. Quando a Luz e o poder de Deus prevalecem sendo o nosso alvo, o ponto principal ou a expressão exata de nossas vidas, as trevas dissipam e tudo que pertencem às trevas cessam. A nossa função foi simplificada por Cristo, permanecemos sem pecados, buscamos conhecer o Pai, resistimos às sugestões de satanás e ele fugirá de nós.
Com a nossa fé, com a nossa convicção que o sacrifício na cruz foi o suficiente, e que Cristo é tudo que precisamos e não há qualquer outro meio de obter a eternidade, e que temos autoridade delegada por Cristo a nós, somos invencíveis.

Agora chegamos ao ponto crítico dessa reflexão. Tem pessoas que simulam, e outras realmente mudam de lado, mas só para obter vantagens pessoais. O coração está nisso. Cantam músicas de louvor, mas não louvam, gesticulam adoração, mas não adoram, dizem: Deus eu te amo, mas nem se quer O conhece. Deus é bom, mas não é bobo. Não se engana Deus.
Tiago 4.3 “Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para gastardes em vossos deleites”.

Deus até tolera que as pessoas cheguem a Ele atraídas por milagres, curas, livramentos de opressão e solução de outros problemas. Afinal foi Jesus quem começou isso. Ensinando, curando, libertando e com isso atraindo multidões. O espetacular chama a atenção do homem. Mas o que Jesus mais fazia era ensinar. Ele deixava claro que era crendo NELE e fazendo a vontade do Pai que entramos na obediência. Qual a vontade do Pai? Que todos sejam salvos. Portanto, sejamos pescadores de homens transmitindo os ensinamentos de Cristo e realizando a vontade do Pai.

Deus desenvolveu um plano para a humanidade. Comer em sua mesa. Ser sua família. Ser assistido pelo Pai. Viver eternamente com Ele, fazer parte do seu mundo, voltar a condição de filho, ter comunhão profunda com Ele. Deus desejou uma família eterna, que não se importa com o que Ele tem, mas o que Ele é e já fez por essa família. Inclusive entregar seu Filho. Sejamos atraídos por isso, sermos família do Criador, que nos dá vida eterna e quer viver em nós. 
Se alguém chegar no Reino buscando solução de problemas, que permaneça nele amando o Pai.
É uma satisfação para Deus ver seus filhos que tanto Lhe custou, colocar sua confiança nEle para tudo. Podemos pedir ao Pai para suprir nossas necessidades, é um direito e herança dada por Cristo.

João 14.13-15 “E tudo quanto pedirdes em Meu Nome Eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes alguma coisa em Meu Nome, Eu o farei. Se me amardes, guardareis os Meus mandamentos.”
Deus quer ver seus filhos supridos, alegres, sem opressão da miséria, das doenças. Deus quer nos ver livres das opressões imposta por satanás. Papai nos quer ver regozijando em alegrias, sábios e saudáveis. O crente fiel não precisa gastar muito tempo para enquadrar nesta realidade, já é uma realidade presente. Cristo já providenciou cada detalhe e deu consistência ao plano do Pai. Nós que temos que entrar nesta realidade existente, primeiro tomando consciência da nossa condição atual como filhos. Aí sim, reinamos em vida. O resultado de amar a Cristo é guardar seus mandamentos. E os dois mais importantes dos mandamentos são: Amar a Deus sobre tudo e amar as pessoas, que é criação Sua.

Amadureçamos para que Deus possa ver em nós algo que O deixe satisfeito, nossa fé nEle, nossa dedicação a sua causa e nosso amor por ser nosso Pai eterno. Quando Deus vê trabalho realizado por nós a sua causa, nos dá galardão, recompensas materiais e espirituais. Não vamos buscar recompensas, mas elas são acompanhamentos ou frutos da nossa fidelidade ao Pai.
A Presença de Deus e o Poder manifestado por meio de nossas vidas através da unção que vem do Espírito Santo, são nossas bênçãos maiores. A Presença é para os santos.

Pregador Guti.
 


 

 

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Amantes de si mesmos.

Si mesmo.

A velocidade da informação associada a performance dos instrumentos e equipamentos resulta em mais rapidez nos afazeres cotidianos impulsionando o homem inconscientemente a ser um velocista também. Quando ainda não era popular, um vendedor de máquina de lavar roupas somente obtinha sucesso quando usava o argumento de que aquela máquina iria proporcionar maior tempo de sobra para a dona de casa produzir mais no seu dia ou lhe sobraria tempo para seu prazer. Até hoje é assim. Muitas pessoas querem mais tempo para buscar sua fortuna ou se entregarem em seus prazeres.

O tempo e forma que as informações chegam às pessoas mudou muito nos últimos 30 anos. Nossa percepção do mundo em nossa volta mudou muito, percebemos e conhecemos mais com rapidez e amplitude. O tempo está passando mais rápido porque estamos envolvidos em afazeres que autora não poderíamos por limitação na deslocação física e defasagem nas respostas. Um novo dito popular surgiu: O dia ficou pequeno.

Todo dia chegam novidades para nossa comodidade e facilitação de vida. Isso não é ruim, podemos usar o tempo e facilidades em favor do crescimento pessoal.

O mundo se tornou um lugar competitivo onde não há lugar para fracos, incapazes e humildes. Hoje só com muita instrução se chega a cooperação. A individualidade pessoal e familiar desconecta pessoas da sociedade para viver com elas mesmas. O individuo busca o melhor sempre para si e para sua família “e que tudo o mais vai para o inferno”, como já dizia o autor. A cooperação, a ajuda filantrópica, a ajuda financeira, ajuda humanitária, ajuda psicológica, ajuda pessoal, ajuda sem intenção de lucro e até ajuda espiritual ao próximo, não está tão disponível como antes. O maior problema é que as pessoas estão se tronando, como já foi anunciado, amantes de si mesmas...

Quantas vezes vejo pessoas no trânsito se comportando como se estivessem em uma disputa por espaço e o outro não pode ganhar terreno. Quando alguém quer mudar de faixa, o carro ao lado acelera para impedir o avanço do outro, quanta ignorância gratuita, mas isso é bem comum. Todos se sentem ameaçados por todos.

O maior problema que esse comportamento já tem infiltrado na igreja de Cristo. A unidade da Igreja é agora por indivíduo. O modismo e disputas estão anulando a mensagem da cruz. O evangelho de Cristo, em muitos corações, está se afogando em prantos de solidão.

Cada um por si no seu propósito, e Deus que se cuide com seus filhos interesseiros.

A igreja tem por obrigação por estar inserida no Reino de Amor, praticar, de forma eficiente, o amor a Deus em seu próximo. Amando cada pessoa como se Cristo estivesse no seu lugar amando. Na verdade se estamos em Cristo e Cristo amou a todos ao ponto de entregar sua vida. Aquele que realmente se entrega e Cristo vive nele e ele vive em Cristo, obtém comportamentos como os de Cristo, que podemos dizer, são comportamentos cristãos. O nosso querer não prevalece, podemos ter prejuízos, mas agimos com justiça e solidariedade. Somos cidadãos do Céu, representamos um nível mais elevado de moral e ética. Somos embaixadores do Reino do Pai, e será que estamos mesmo passando a imagem certa as pessoas que estão nos vendo?

Pregador Guti.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Qual é seu plano de vida? Deus tem um plano melhor.

Ver além das montanhas.

Devemos lembrar que temos uma carreira a correr e não devemos somente correr e sim completar o que nos foi proposto pelo Pai. A pessoa que se coloca na posição de um atleta da Palavra tem que se disciplinar como fazem os atletas esportistas. E a disciplina do Cristão  é se manter irrepreensível. Os pecados, os afazeres seculares e os nossos planos paralelos podem dificultar ou mesmo impedir a corrida perfeita. Existem muitos embaraços que impede o sucesso em nossa carreira, por isso devemos: despojar de toda má intenção, de toda ambição egoísta, de toda inclinação mundana, de todo o desejo da carne. Pesos e pecados como: orgulho, hipocrisia, preguiça espiritual e o medo. Devemos confiar em Deus e descansar na fé. Não podemos nos antecipar a Cristo e tomar decisões a respeito da carreira sem a direção do Pai. Temos que nos preparar para esse tempo de Deus. Temos que acompanhar de perto o Espírito Santo para completarmos com alegria nossa carreira.
Mesmo que não parecendo que não há nada específico para uma pessoa, os cristãos têm que no mínimo praticar a Palavra e ser cheios do Espírito Santo. Sermos cheios do Espírito nos trás sabedoria, pois a bíblia nos declara que podemos simplesmente pedir sabedoria a Deus, pela fé (Tg 1.5) sem sabedoria alguns cristãos passam por apuros financeiros, e a pessoa pode arrumar muitos problemas no âmbito espiritual, mental, físico e financeiro. Sem sabedoria a pessoa não poderá seguir e cumprir com sucesso o plano do Senhor para sua vida. Se mantivermos uma vida cheia do Espírito, essa plenitude contagiará toda área da nossa vida. É muito fácil discernir se alguém está em boas condições físicas e mentais. Se, por exemplo, alguém não está sentindo-se bem. O próprio rosto da pessoa transparece o seu cansaço ou mal-estar. Quando estamos cheios do Espírito podemos andar na Luz da Palavra de Deus, assim, Devemos andar em amor, ter um coração cheio de ações de graças a Deus, ter humildade (personalidade quebrantada), devemos ser dóceis (ceder uns aos outros), devemos manter um espírito de intrepidez mediante a oração, obedecer totalmente a Palavra de Deus, devemos nos consagrar em um processo contínuo.
Deus está procurando cristãos que se dediquem e se consagrem totalmente a Ele para cumprir Seu plano para sua vida, assim como fez Jesus no Getsêmani, bem como no decurso de todo Seu ministério terreno. Podemos fazer nossos planos, mas Deus é quem tem a Palavra final, nunca podemos dizer que não faremos alguma coisa, pois pode ser essa coisa, o plano de Deus. Temos que estar dispostos a fazermos o que o Senhor mandar. Seguir o estreito caminho da obediência,  o qual é escolhido de Deus, e que parece escabroso e difícil, poderei ver além das montanhas.
Todo filho de Deus pode aprender a ser guiado pelo Espírito Santo.  Aprender a ser orientado pelo Espírito é fundamental para a obediência a Deus. Como o Espírito Santo nos orienta? 1º é mediante ao testemunho interior; 2º é por meio da voz interior (voz mansa e tranqüila); 3º mediante a voz autorizado do Espírito Santo(Sua voz é verdadeiramente audível na dimensão espiritual- 1Co 12.11); mas se você não livrar no seu coração dos vestígios da animosidade, de todo peso e pecado, da má vontade e da inclemência, bloqueará o canal de comunicação entre você e Deus. Se permanecer alicerçado na Palavra, e dedicar tempo escutando o seu espírito, a Bíblia promete que você irá aprender a ser orientado pelo Espírito Santo.
Vejamos alguns exemplos das várias maneiras de o Espírito Santo orientarmos e seguirmos o Seu plano para nossas vidas. Devemos primeiro saber que o Senhor não vai nos dirigir nem nos orientar por meio de outra pessoa, temos que aprender a detectar e a seguir o testemunho interior do Espírito Santo o principal modo de Deus dirigir os seus. Outra forma é como um refreio ou inquietude; (visão, visitação angelical, vozes são direções espetaculares que não devemos esperar, mas podem ocorrer e só ocorrem quando Deus já tentou de outra forma); a segunda maneira mais comum de Deus dirigir os seus é pela voz mansa e tranqüila;  outra maneira de orientação e pela voz autorizada o Espírito Santo(Atos 10.19,20- Atos 8.29); Deus nos mostra coisas que hão de vir(Jo 16.13); Deus também pode revelar por vislumbre mediante a apalavra de sabedoria(1Cor 12.8-10).
Não perdemos nada obedecendo a Deus e Dedicando a Ele a nossa vida. Isso é lucro. Na verdade custa é caro e temos prejuízo financeiro, doenças, enfermidades, ou morte prematuras ou magoas e tristezas na desobediência. Até preocupações podem nos deter, mas nossa obediência nos traz cura. Não custa obedecer a Deus, e a fidelidade rende juros. Nas escrituras podemos identificar a vontade de Deus:  o perdão(aos dos outros e a si mesmo), esquecermos o passado de pecado. A medida que você se submeter à Sagrada Escritura  e ao propósito Divino para sua vida colherá ricos dividendos.
Você quer seguir com sucesso o plano divino para a sua vida e cumprir a vontade de Deus na Terra? Se você deseja seguir o caminho da vitória certa e do sucesso, siga o caminho do amor de Deus. O amor provém do coração, é fruto do espírito humano criado de novo (Rm 5.5). Devemos colocar Deus em primeiro lugar(Mt 22.37). Uma pessoa não está seguindo o projeto do Senhor para seu viver, quando não anda em amor e obediência diante dEle. Romanos 13.8,9,10 o amor cumpre a lei; o cumprimento da lei é o amor, andando em amor não quebraremos os outros mandamentos. Se oferecermos a Deus o melhor, andando no amor e na obediência a Ele, nós poderemos reivindicar o melhor do Pai e viver nas bênçãos dEle nesta vida. Deus quer que todo cristão corra sua própria carreira espiritual e complete-a com alegria.
Baseado no livro “Seguindo o Plano de Deus Para Sua Vida” de Kenneth E. Hagin
Pregador Vagner Vieira.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Tragédia em Santa Maria


242 mortos
242 almas perdidas
242 motivos para deixar Deus entristecido.
Ouvi um comentário hoje: “gente não morra hoje porque tem tumulto no inferno, chegaram 240 de uma só vez, lá deve tá um inferno”.
Que ridículo, que comentário beirando ao insuportável, inaceitável e doentio. A pessoa que comentou é cristã e os ouvintes também o eram.
Nas redes sociais vi pessoas comentando: “se estivessem na igreja ou em casa não estariam mortos”.
Diante de manifestações de falta de amor como essas, não podemos deixar de lembrar que todas as pessoas que morrem sem salvação, foi porque um cristão falhou no sua missão de reconciliador, na sua missão de fazer discípulos e pregar nos quatros cantos da terra.
Quando não pregamos, não demonstramos amor, temos que ser imitadores de Deus, imitadores do Deus que amou o mundo inteiro e morreu para servir como Cordeiro que tira o pecado, derramando seu sangue para selar uma nova aliança e reconciliar o Pai com os filhos, somos portadores dessa mensagem.
Todo ser humano, quer ele festeiro, amantes da sensualidade, das bebedeiras ou um assíduo pecador veio de Deus. Há um espírito no homem que não se formou da união de seus Pais biológicos, o nosso espírito foi soprados em nós pelo Próprio Criador com Seu sopro de vida.
As pessoas que não nasceram de novo não são nossas inimigas, nossa luta não é contra carne ou sangue e sim contra o mal que quer conduzir as pessoas. O mau veio para roubar, matar e destruir, se tem pessoas sendo mortas é porque não estamos lutando direito e a igreja está deixando de saquear o inferno.
“As portas do inferno não prevalecerão contra a igreja”. Isto foi dito no sentido que a Igreja esta forçando a porta e ela, a porta, não suportará a investida da igreja. As portas se abrirão e a igreja entra saqueando o inferno, isto é, retirando as pessoas do domínio do mau. Mas não é isso que tem acontecido, poucos se concentram em retirar as pessoas do domínio do opressor. Somos nós os responsáveis em retirar as pessoas de ambientes perigosos.
As igrejas estão se distanciando umas das outras e não faltam críticas e insultos no meio cristão. O inferno tem até sentido um alívio porque os cristãos não tem o perturbado com frequência.
Nos nossos cultos atuais, temos ouvido o quanto somos vencedores, o quanto somos herdeiros, que já fomos abençoados com toda sorte de bênçãos, que temos que determinar nosso futuro, tudo muito bonito e até bíblico. Pessoas são lembradas em todos os cultos que devem fazer um sacrifício de fé para conquistar algo material.
Somos orientados a fazer planos e entregar na mão de Deus, para sermos alcançados pelo efeito da Graça divina.
Perdemos muito tempo buscando coisas para nós mesmos e concentramos em ter o melhor dessa terra. Esquecemos que o melhor dessa terra são as pessoas e que uma alma vale mais que o mundo inteiro para Deus. Se temos a visão do Pai e somos realmente imitadores dEle, as almas deveriam valer mais que qualquer coisas para os cristãos.
Afinal de contas se temos fé verdadeira, não deveríamos buscar coisas para nós, porque devemos buscar primeiro o Reino de Deus e sua justiça que as demais coisas nos serão acrescentadas como recompensas. Devemos amar ao Pai acima de tudo e depois as pessoas como Cristo nos amou, assim como está escrito: Dois principais mandamentos. A igreja não tem cumprido seu papel como deveria e a responsabilidade por cada pessoa que morre sem salvação recaem sobre nossos ombros. Se um traficante, homicida, um obsceno ou qualquer pessoa que você não suporta, critica, ou tem preconceito falecer e você teve a oportunidade de lhe mostrar o caminho e não o fez por se achar em outro nível e é melhor que ela, pode se considerar cobrado por Deus e fique sabendo que você não é tão bom assim.
Quem fez um comentário assim se arrependa. Deveríamos estar chorando pelos familiares, pelas vidas perdidas, se desculpando por não termos feito nada a tempo.
Temos a chance de fazer direito. Podemos cumprir nosso chamado, pregando e fazendo discípulos.  Mostrando o caminho que leva a vida eterna com amor e compaixão pelas pessoas que foram feitas pelo mesmo criador que nos fez também.

II CORINTIOS  (cap. 5)·
18 Mas todas as coisas provêm de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Cristo, e nos confiou o ministério da reconciliação;
19 pois que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões; e nos encarregou da palavra da reconciliação.

Vagner Vieira